Acusado de sequestrar e tentar matar companheira em Pedrouços

O Ministério Público acusou, no final de Janeiro, um homem de ter agredido, sequestrado e tentado matar a sua companheira, em Pedrouços. Em causa estão um crime de violência doméstica, sessenta e um crimes de sequestro e de um crime de homicídio qualificado na forma tentada. Os factos reportam-se ao período entre 2002 e 2016.

Segundo a acusação o arguido batia na mulher, controlava-lhes os movimentos, não a deixava andar sozinha nem contactar com outras pessoas, incluindo família, queimava-a e insultava-a.

Durante a noite, o arguido chegou mesmo a prender a vitima pelo tornozelo à cama de ferro em que dormiam, usando uma corrente e dois cadeados, cuja chave guardava por baixo da sua almofada.

Em setembro de 2016, o arguido, com a ajuda de uma faca, obrigou a mulher a colocar-se no exterior da casa, suspendendo-a de uma janela, a uma altura de cinco andares e, com intenção de a matar, atirou-a ao chão de forma a simular um suicídio. A acusação afirma que tal só não teve sucesso porque vítima suportou o corpo num beiral e porque surgiu uma pessoa na rua.

O arguido encontra-se em prisão preventiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *