Águas Santas tem plantel quase fechado para atacar próxima época - Notícias Maia

Notícias Maia

Águas Santas tem plantel quase fechado para atacar próxima época

Partilhas

A direção do Águas Santas, através do Vice-presidente do clube, Pedro Silva, reagiu às notícias que dão conta de que o próximo jogo não se iria realizar devido à falta de jogadores. Ao Notícias Maia, o dirigente do clube garantiu que a equipa não vai marcar presença no jogo contra o Livração, por uma opção de gestão da direção, que já prepara a próxima época.

O caso remonta a 5 de janeiro de 2018, quando tendo como objetivo a subida de divisão, a direção tomou a decisão de dispensar os serviços da equipa técnica, numa altura em que a equipa não apresentava o “rendimento pretendido”. Esta decisão, segundo Pedro Silva, não terá sido bem acolhida pelo treinador, que juntamente com o plantel, “bateu o pé” à direção.

No seguimento deste litígio, com o melhor para o clube como prioridade e considerando a falta de alternativas, quer de júniores, quer de plantel principal à disposição, a direção do Águas Santas decidiu voltar atrás e manter a equipa técnica.

Com a época praticamente terminada, ficando apenas por realizar o jogo que vai apurar o 7º e o 8º lugar da classificação geral do Campeonato Distrital da 1ª Divisão, marcado para o dia 23 de junho, a disputar entre o G.D. Águas Santas e o G. D. Livração, a direção do clube maiato confirmou à Associação de Futebol do Porto (A. F. P.), no dia 8 de junho, que o clube não iria comparecer. O mesmo pode ser lido na Circular n.º 386, da A. F. P.

Opção da direção do Águas Santas (AS)

A decisão prende-se com uma opção de gestão da direção do AS, que preferiu arrancar com a preparação da próxima época, dispensando os atuais treinadores e uma substancial parte do plantel.

“Os sócios sabem o que se passa, que é o mais importante. O clube não deve nada a ninguém, tem as contas em dia e sempre pagou aos jogadores e equipa técnica”, afirma Pedro Silva, Vice-presidente do emblema maiato, que garante já ter “o plantel quase fechado” para a época que se aproxima.

Em relação ao futuro, o mesmo dirigente desportivo mostra-se confiante, garantindo que “o dia de captações foi um sucesso, com mais de 50 jogadores de qualidade a quererem vestir a camisola do Águas Santas”, o que demonstra “ser um sinal da vitalidade e seriedade do clube e desta direção”.

O projeto passa por uma forte aposta na formação, tendo o clube já garantido “um nome forte”, que terá como objetivo levar duas equipas, dos escalões mais novos, para a 1ª Distrital. Pedro Silva remata que a direção do AS, pretende que o emblema continue “a ser um clube onde as pessoas se sintam bem, um clube de família” e sublinha pretender “levar o clube para o melhor patamar possível”.

COMENTE

Newsletter

E-mail
Top