António Silva Tiago revela educação como uma prioridade central

Na primeira Conferencia “Participe +, Conheça Primeiro”, levada a cabo pela coligação “Maia em Primeiro”, no âmbito da apresentação dos eixos estratégicos da candidatura liderada por António Silva Tiago à Câmara Municipal da Maia, que se realizou ao final da tarde de ontem, quarta-feira, na Escola Príncipe da Beira, lotada com a presença de todos os agrupamentos de escolas do Concelho, Associações de Pais, professores, educadores e encarregados de educação, David Justino, antigo Ministro da Educação e ainda Presidente do Conselho Nacional de Educação foi o orador principal de uma iniciativa em que se discutiu a política educativa nacional, as suas implicações na política educativa local bem como as medidas para o futuro da educação Maiata.

António Silva Tiago, candidato à Câmara Municipal da Maia, começou por afirmar a continuidade da educação como uma prioridade central do próximo mandato. Recordou que a educação na Maia é uma prioridade efetiva e que isso está espelhado na qualidade das escolas do primeiro ciclo e no pré-escolar do Concelho que são responsabilidade do Município.

O forte investimento realizado na modernização das infraestruturas,  escolares, onde foram investidos mais de 35 Milhões de Euros nos últimos anos, aliado à vertente inovadora de vários programas de valorização da escola e do apoio à família permitiram uma significativa melhoria do paradigma ensino/aprendizagem na Maia, sendo hoje em dia o único Concelho da Área Metropolitana do Porto onde o número de aluno cresceu (7%) e onde o nível de qualificação da população é dos mais elevados da Região e do País. Assim, até por ser hoje em dia o vereador da educação, António Silva Tiago, assumiu que esta área continuará a ser uma das principais prioridades do próximo mandato. A disponibilização de manuais escolares digitais, a introdução no ensino pre-escolar do contacto com o inglês e com a informática aliado à melhoria do espaço-escola com áreas de recreio mais confortáveis serão uma realidade no próximo mandato, mantendo a característica de inovação e rigor que, em conjunto com todos os agentes educativos, fazem da Maia uma referência nacional neste domínio.
David Justino referiu que a utilização dos manuais digitais será uma inevitabilidade generalizada a curto/médio prazo e saudou a iniciativa de contacto com a informática e com o inglês no ensino pre-escolar desde que esse contacto seja efetuado numa perspectiva de recreio, de descoberta, onde, inclusive aumentará a motricidade fina das crianças sem uma perspectiva de escolarização. Assim, quando vier a escolarização, mais à frente, as crianças já estarão preparadas para a aprendizagem.

Temas como a “descentralização de competências”, o “perfil do aluno”, as “práticas pedagógicas” e a “organização das escolas” foram amplamente discutidas com uma personalidade de referência nacional neste domínio. David Justino referiu ainda que o “Planeamento, monitorização e avaliação são fundamentais para que se produzam resultados” e que “as reformas em educação devem ser planeadas e consensualisadas para que o governo que vem a seguir não desfaça o que se fez” porque o que importa no fim de tudo são as crianças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *