DSCN1522 copy

Assembleia de freguesia de Moreira

1.- corria a década de mil novecentos e noventa. candidato a presidente da junta de freguesia de moreira. na maia. dum lado um candidato fortíssimo. do psd e cds. david branco. também na altura presidente da bancada do psd na assembleia municipal da maia. um curriculum vasto na defesa do poder instalado na maia. combativo e ótimo parlamentar. do outro um candidato do pcp. mais fraco. não que ele não fosse bom candidato. mas a força política é que não tinha força. perdi por uns quatrocentos votos. o normal para uma corrida contra david branco. não me senti diminuído. o ps não tinha capacidade de voto para enfrentar vieira de carvalho e david branco. ganhei um lugar na assembleia de freguesia mais uns tantos que me acompanhavam. a partir daí fui concorrendo durante três atos eleitorais à freguesia de moreira. já não como número um. mas na lista. por lá fiquei dozes anos. ao mesmo tempo que oito na assembleia do município e quatro na assembleia metropolitana do porto. o meu problema não era perder mas ganhar. ganhar significava ter o poder e mandar. perder significava ficar na oposição e para isso eu era capaz. como fui. penso. ao meu lado na bancada sempre tive a melhor colaboração de todos os eleitos pelo ps. não diria o mesmo do aparelho partidário. nesse tive inimizades e grandes. é verdade que o candidato nas últimas eleições à freguesia de vila nova da telha me convidou para integrá-la no lugar que quisesse. agradeci. mas já era tarde para tal.

2.- david branco viria a ser um bom presidente da junta. colocou sempre em primeiro lugar as pessoas e lutou pela dignidade de moreira. embora tivéssemos combates na assembleia e ele saísse zangado comigo nunca os poderes partidários fizeram parte dos nossos ideários. comigo lembro a paula cristina sempre na primeira linha. não sei porque ainda não foi candidata à camara municipal. tinha pinta para tal. hoje existe mais gente como a sandrita. é assim que lhe chamo. por amizade. é a sandra lameiras. o presidente seguinte o albino também foi bom presidente reconheçamos. muito amuado saía das reuniões. comigo e com a bancada do ps. o jorge do ps de pedras rubras. o senhor guimarães ou o senhor azevedo. e outros. tudo deram pelo seu povo de moreira. estávamos na política para engrandecer o nosso povo e nunca ganhamos nada com isso. exceto a gasolina que pagávamos do nosso bolso. o zé manel também ajudava como o miguel ângelo. mas nunca quis nada com o senhor presidente nato do ps da maia. todos sabem quem é o presidente nato. aquele que manda. esteja ou não como presidente. ganha no ps. perde quando o povo da maia se pronuncia.

3.- david branco era e é o dono da farmácia de moreira. nunca fui maltratado na sua farmácia. antes pelo contrário. david branco e a sua família merecem toda a consideração. quando precisei da sua farmácia embora fechada estava sempre aberta. devo-lhe esse favor. ainda hoje sou seu cliente e o carinho com que sou tratado é singular. quer a mim quer à minha família. david branco é um social-democrata nada tem a ver com liberalismos economicistas. nem neoliberalismos. por isso colocava na sua ação política a vontade de servir o povo de moreira. que serviu e bem. sei lá quantas vezes indo ao seu bolso. merece o meu respeito e a minha admiração. e mais. hoje faz o favor de ser meu amigo. ainda me lembro das suas cronicas no jornal da maia. todas as semanas uma página inteira. a sua ação política foi correta. o mesmo não se poderá dizer do seu partido. mesmo para com ele.

4.- reconheço que a minha ação política de parlamentar era forte e feia. afinal estava na oposição. ele zangava-se comigo. não tinha de o fazer. porque ambos lutávamos pelo bem-estar das populações. mas eu era forte. as palavras bailavam-me dos lábios e dizia o que pensava ser o melhor para todos. o jorge tinha o encargo de colocar água benta nas discussões. bom amigo o jorge e o senhor guimarães. presto a minha homenagem ao desempenho de david branco. coerente. honesto. leal. mau grado os diferentes pontos de vista. estas linhas servem para isso mesmo. relembrar e prestar a minha singela amizade por tudo que ele foi enquanto presidente da junta de moreira. na maia.

Joaquim Armindo
Doutorando em ecologia e saúde ambiental
Mestre em gestão da qualidade
Diácono da diocese do Porto

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *