Notícias Maia

Balanço positivo da Maia Cidade Europeia do Desporto 2014

Partilhas

Doze meses, 250 atividades, 40 eventos internacionais, 100 mil participantes. Os números falam por si e enchem de orgulho os responsáveis pela organização da Maia, Cidade Europeia do Desporto no ano que está agora a terminar. O desafio era aliciante e terá sido superado em todas as suas vertentes. “Para nós, foi um sucesso. Definimos seis pilares estratégicos – saúde, atividade física, competição, fair play, educação e bem-estar – e dentro deles programámos as atividades, tentando que fossem o mais diversificadas possíveis para chegarmos a todos. Só podemos fazer um balanço extremamente positivo”, começa por afirmar o vereador da Juventude e Desporto, Hernâni Ribeiro, antes de o presidente da autarquia, Bragança Fernandes, enumerar alguns dos eventos mais marcantes: “Voltámos a trazer a Volta a Portugal à Maia. Tivemos uma chegada e uma partida. O ciclismo é um desporto popular, de que eu também gosto desde pequeno. Toda a gente viu a Maia na televisão… Tivemos também outra prova grandiosa que foi um torneio internacional de ténis para jovens até 14 anos. Estiveram cá os melhores do Mundo e os futuros top 10.”

Mas a Maia não se ficou por aqui. A ousadia deixou muita gente de boca aberta com experiências pioneiras no nosso país, como foi o caso da exibição de BASE Jump, um salto de paraquedas de apenas 13 segundos desde o topo do próprio edifício da Câmara Municipal, o quarto mais alto do país com 92 metros de altura. Nos próximos dias outro megaevento vai ter lugar e até pode dar direito a entrada no famoso livro do “Guinness”: um estágio nacional de karaté onde são esperados 1.400 praticantes para aprenderem com um instrutor chefe japonês. Em março também já tinha sido batido um recorde mundial na Acro Cup, competição internacional de ginástica acrobática que juntou 740 atletas.

Para além da prática da atividade física, a Maia acolheu nos últimos meses várias conferências, debates, palestras e workshops. Aprender foi também um lema da Cidade Europeia do Desporto.“A formação é sempre uma preocupação nossa. Quisemos discutir problemas do desporto com que atletas, coletividades e associações se deparam para também contribuir para o desenvolvimento do desporto em Portugal”, acrescentou Hernâni Ribeiro, famoso nos corredores da autarquia pelas provas de atletismo em que tem entrado. Já o presidente Bragança Fernandes, depois de ter jogado futebol, é no ténis que mais brilha. O seu concelho, que conta com 80 associações desportivas, tem a maior escola do ténis do país. Um dos orgulhos do autarca.

“Desde 1989 que temos o desporto como suplemento escolar. Neste momento, há 100 professores de ginástica, pagos pela autarquia, nas escolas do concelho”, refere, com entusiasmo, o autarca Bragança Fernandes, feliz por possibilitar a tanta gente a prática desportiva:“Temos 14 mil pessoas que fazem desporto, 5 mil das quais são jovens. Disponibilizámos instalações de forma gratuita e pagamos as inscrições dos jovens nas respetivas associações”. Dentro em breve haverá ainda melhores condições: novos relvados sintéticos, a requalificação da pista de tartan do estádio, onde se situa o centro de alto rendimento, e ainda mais dois courts de ténis cobertos.

Fonte: record.xl.pt

COMENTE

Partilhas
Top