Bragança Fernandes eleito Vice-Presidente do Conselho Metropolitano do Porto

O social democrata Hermínio Loureiro, vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, ex-deputado e antigo secretário de Estado do Desporto de Durão Barroso e Santana Lopes, foi eleito hoje, por 16 votos a favor e um branco, presidente do Conselho Metropolitano do Porto, organismo que substitui a Junta Metropolitana do Porto.

O socialista Joaquim Couto, presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, será o primeiro vice-presidente da nova estrutura, e Bragança Fernandes, do PSD, presidente da Câmara Municipal da Maia e decano dos autarcas da Área Metropolitana do Porto, assumirá a segunda vice-presidência.

A eleição de um presidente social-democrata era já esperada, uma vez que, em 17 concelhos, o PSD venceu 6, contra 6 do PS. Duas autarquias da AMP são agora lideradas por independentes (Porto e Matosinhos) e há ainda uma do CDS-PP (Vale de Cambra).

Segundo Hermínio Loureiro, que substitui no cargo o antigo presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, os 17 autarcas da AMP estão “imbuídos de um espírito muito positivo”.

Hermínio Loureiro adiantou também que os 17 presidentes de Câmara estão “totalmente favoráveis à descentralização” e “preparados para receber novas atribuições e competências”, salientando, no entanto, que para tal é preciso que haja uma “natural transferência de meios financeiros” para as autarquias por parte do poder central.

A escolha do ex-presidente da Liga surgiu após várias reuniões entre Virgílio Macedo, presidente da Distrital do PSD/Porto, e líder da Distrital do PS, José Luís Carneiro, negociações que contaram ainda com a ajuda do vice-presidente ‘laranja’ Marco António Costa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *