guygbgyu788

Casos de gastroenterite em escola da Maia causam preocupação

A Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Dr. Vieira de Carvalho, na Maia, alertou hoje para a existência de casos de gastroenterite no estabelecimento de ensino, apelando aos pais para que mantenham os filhos em casa.

Em declarações à Lusa, Fernando Tavares, pai de dois alunos daquela escola EB+S, frequentada por “quase mil” estudantes, considerou que é “uma situação grave” porque se trata de um vírus “altamente contagioso” e há conhecimento de “muitos casos”.

“Hoje, por volta da 13:30, fui alertado para a existência de um comunicado da Associação de Pais. Eram fundadas as nossas suspeitas de que algo de estranho se estava a passar”, disse, referindo que só no grupo de amigos dos seus filhos tem conhecimento de nove crianças doentes.

Fernando Tavares, que já contactou um responsável da Câmara de Maia, dando-lhe conhecimento da situação, espera que segunda-feira sejam tomadas medidas para esclarecer a origem do vírus e para evitar a sua propagação.

“Tenho também a informação de que o delegado de saúde da Maia se irá deslocar à escola. Só ele poderá decidir se há motivos ou não para encerrar o estabelecimento de ensino. Eu, por precaução, vou manter os meus filhos em casa. Sei de outros pais que tomaram a mesma decisão”, acrescentou o encarregado de educação.

Fernando Tavares considerou, ainda, que “não se pode fazer de conta e mandar as crianças para um foco de doença”.

“Tivemos sorte até agora, mas não vamos abusar”, disse.

No comunicado da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Dr. Vieira de Carvalho, a que a Lusa teve acesso, lê-se que “os sintomas serão pequenas dores de barriga, vómitos, diarreia, calafrios e dores de cabeça”.

“Sabendo que os vírus de gastroenterite têm uma incubação de 2/3 dias, mas o mais resistente tem uma incubação de uma semana, pedimos a todos os pais que mantenham os seus filhos em casa segunda-feira e terça-feira, no mínimo, para evitar recaídas ou novos contágios”, apela.

De acordo com a associação de pais, “a direção está a desenvolver todas as ações possíveis para minimizar este problema”, acrescentando: “Sem a vossa colaboração isso não será possível e sendo este vírus altamente contagioso não será possível controlar a situação”.

Entretanto, esta estrutura representativa dos pais atualizou a informação, referindo que a escola estará aberta normalmente na segunda e terça-feira e que “só os alunos que estão com os sintomas deverão ficar em casa”.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *