DSCN1522 copy

Com Sampaio da Nóvoa

1.- ia só ouvir. naquele dia em que sampaio da nóvoa apresentava a sua carta de princípios. foi no porto. rivoli o sítio. ia ouvir e ver. ver quem era este professor nortenho que não conhecia bem. foi reitor da universidade de lisboa. tinha prefaciado um livro do meu amigo david. portanto ia mesmo ver e ouvir. não porque ramalho eanes lá estivesse. francamente não era por causa disso. à entrada encontrei logo o meu amigo professor barbedo de magalhães. tanta luta em comum pela dignidade de timor. já via muita gente conhecida. é verdade o bispo emérito da igreja anglicana também lá estava. também é meu amigo há muitos e muitos anos. sentei-me com um misto de perplexidade e de bom humor. mas eis que vejo o palco. uma marca histórica. a bandeira portuguesa no meio. de um dos lados a bandeira da união europeia. do outro lado a bandeira da cplp. fiquei agradado. sampaio da nóvoa começou a falar. e revi-me em casa. era mesmo isto que eu pensava. ele não tinha copiado por mim. eu não tinha copiado por ele. mas era mesmo as suas palavras que eu gostaria de pronunciar. cativou-me sampaio da nóvoa. pensei em tempos passados quando apoiei maria de lourdes pintasilgo. se ela cá estivesse também o apoiava. certamente.

2.- não estou a dizer mal de ninguém. de qualquer candidato. mas estou a dizer que é este que me serve. podia ser outro. isso podia. mas não é. sampaio da nóvoa é mesmo um homem invulgar. calmo. sereno. ponderado. mas agitado. agitado por procurar a cidadania. agitado por ser nobre. agitado por ser verdadeiro. agitado pelo serviço ao seu povo. o povo português. um homem bom. bom porque se dá. dá aquilo que tem. e tudo. à causa do nosso país das caravelas. bom. não conhece a maledicência. não ataca. ainda noutro dia na televisão a locutora dizia para uma candidata que sampaio da nóvoa a atacava. ele mexeu-se e num ápice disse que não era nenhum ataque. e disse bem. porque não estava a atacar. mas a incomodar por causa das suas ideias. viu-se que ficou desesperado e logo emendou a locutora.

3.- sampaio da nóvoa tem outra característica. incomoda. desinstala. as suas ideias desinstalam os portugueses e as portuguesas. vira-se contra a indiferença. por isso diz também ser um tempo novo. nestas circunstâncias o novo é o incómodo. é natural que não possua experiência partidária. mas posiciona-se. e percebe-se a sua posição. porque é situada. situada no que existe de mais nobre na posição política. não tem experiência partidária. nem tem os vícios partidários. e isso é muito bom. a maioria dos portugueses e das portuguesas são assim. não têm experiencia partidária. e não têm os seus vícios. não que a experiência partidária seja uma coisa má. como tudo na vida. mas não tem experiência. não tem vícios.

4.- sampaio da nóvoa é cultura a fervilhar. só a cultura é capaz de movimentar os povos. por isso ele é movimento. sampaio da nóvoa traz frescura à sociedade portuguesa. e alimenta de água viva os partidos políticos. e os movimentos cívicos. e os cidadãos. as estradas e avenidas de portugal. mas também os becos e as vielas. aos sons das fanfarras das águas livres de poeiras. é uma nova audácia da conquista dos namorados em frente aos jardins. as pétalas renovam o seu cheiro às libelinhas em flor. os barcos. as naus. os adufes e os tambores soam perante este novo tempo da liberdade dos rios e dos mares. com sampaio da nóvoa.

Joaquim Armindo
Doutorando em Ecologia e Saúde Ambiental
Mestre em Gestão da Qualidade

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *