Duas carrinhas do Pedrouços foram incendiadas

Duas carrinhas do Pedrouços Atlético Clube foram incendiadas durante a madrugada de ontem, dentro das instalações do clube. Referindo-se ao incêndio, o presidente do clube, Carlos Caseira, diz que “são coincidências a mais” e fala em “vandalismo”, referindo-se também ao incêndio que afetou uma parte do relvado do Grijó, na semana passada. Os dois emblemas da série 1 da Divisão de Elite Pro-nacional fazem parte do lote de 12 clubes que boicotaram os jogos do Canelas 2010. A polícia já está a investigar.

“Foi por volta da uma hora e um quarto, uma hora e meia da manhã. Pegaram fogo às duas carrinhas de transportes de jogadores do clube, à porta das instalações, com gasolina. No Pedrouços apareceu uma garrafa, estilo aquelas de refrigerantes, perto do local”, começa por dizer ao Observador.

“Se calhar está associado a um boicote que estamos a fazer a um clube. No Grijó, há uma semana, queimaram cerca de 30 metros do relvado principal, com gasolina. Tive conhecimento, mas como era um caso isolado… Agora já são dois clubes, da mesma divisão, usando os mesmos meios. É um ato de vandalismo”, garante. “A polícia está a investigar, julgo que os inspetores que estiveram aqui sejam da Policia Judiciária.”

Como será daqui para a frente? “Vai criar prejuízo. Não temos dinheiro para comprar carrinhas. A CM do Maia vai ajuda-nos no domingo para o jogo com o Candal, haverá transporte para a equipa sénior. Quanto à formação, teremos de pedir aos pais”, explica.

“Já recebi vários telefonemas de sócios e simpatizantes para abandonamos a competição. Esta competição não interessa. A Associação de Futebol do Porto resolve tudo menos este problema. Isto é já um caso de PJ e Ministério Público. Ou da Federação! Alguém está pressionado. O ano passado os árbitros recusavam apitar, este ano já não o podem fazer, por isso não veem o que se passa. É um problema real.”

O presidente do Pedrouços informou que já requisitou uma reunião com com os 12 clubes que participam no boicote na Associação Futebol do Porto (AFP), para sábado, mas talvez não seja suficiente. “Temos de ir já para o Ministério Público. A associação não está a fazer nada. Está a esconder-se atrás de outras situações. Os vice-presidentes da associação reconheceram que há coação, que não há verdade desportiva nos jogos com o Canelas. A associação tem de fazer mais!

Fonte: observador.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *