Pedro Miguel Carvalho

Eu sei lá se a culpa é dos chineses ou o C…

Qual não foi a minha admiração quando ontem vi António Costa, num raro momento de lucidez, reconhecer a um grupo de investidores chineses que hoje, Portugal está melhor do que estava há quatro anos atrás.

Costa não está a mentir. Os números mostram que hoje o nosso país está melhor do que estava com o detido 44, do qual António Costa era o número 2, deixou o país “feito num 8”.

Hoje, em Portugal isentam-se as taxas moderadoras na saúde a todos os jovens menores de 18 anos. Hoje os juros da dívida portuguesa a 2,5 e 10 anos atingem mínimos históricos. Hoje o nível de confiança dos consumidores portugueses atinge o nível mais elevado desde 2002.

Curiosamente, enquanto o líder proferia tais declarações, Vieira da Silva andava às voltas na cadeira, não querendo acreditar em tais palavras.

Tais declarações de Costa, foram vistas pelo PS como uma afronta, sendo até apelidadas por um dos seus fundadores, que ao que parece agora se desfilia, como “vergonhosas” De notar que os militantes do PS sentem vergonha quando o partido fala a verdade.
Segundo declarações à Lusa, a direcção do PS diz que tal intervenção foi caracterizada pelo “sentido de estado” de Costa, por estar a falar para investidores chineses. Posto isto, fica provado que sempre que dá jeito, o Partido Socialista (segundo a sua visão interna) mente.

Esta não é a postura daquele que é o maior partido da oposição.

O país não esquece que António Costa era o “braço direito” de Sócrates no (des)governo, sendo que ambos têm tanto em comum. Têm tanto, mas tanto, que ambos acreditam na máxima “Os amigos são para as ocasiões”.

Eu sei lá se a culpa é dos chineses ou do Costa!

 

Pedro Miguel Carvalho

[email protected]

| Não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico|

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *