barclays

Futebol Internacional – Premier League

Hoje proponho uma análise à liga mais entusiasmante da Europa.

Começando pelo campeão, Manchester United, esta época avizinha-se como uma época atípica, até para os adeptos, pois será a primeira vez, desde de há mais de duas décadas que Sir Alex Ferguson não estará no banco.

Na minha opinião, depois de tantos títulos, este titulo de campeão nacional espelha de forma exemplar aquilo que Ferguson representava, pois ganhar uma liga com adversários poderosos e com um plantel que está longe de ser dos melhores que o MU nos habituou não está ao alcance de todos.

Escolheram um sucessor sem currículo em termos de títulos, algo que aumentará a pressão, mas desde já David Moyes tenta distanciar-se do seu antecessor através da politica de contratações, apostando em Cesc Fabregas, estrela do Barcelona, fazendo adivinhar que este MU vai apostar em nomes consagrados do futebol mundial. A ver vamos como se irá comportar o MU nesta época.

O City continua a apostar em jogadores feitos, que custam muitos milhões e continua a alargar a sua constelação, apesar de já terem percebido que dinheiro só não chega. Na minha opinião possuem o melhor plantel da liga há 2/3 anos a esta parte, contudo a escolha do treinador nunca foi a mais feliz. Pelegrini já demonstrou no Real Madrid não ser um treinador para um clube grande.

Estes dois clubes afiguram-se como os principais candidatos ao titulo, tendo a correr por fora o Chelsea e o Arsenal, este ultimo tem uma equipa que pratica muito bom futebol mas falta-lhe a consistência que por exemplo Patrick Vieira lhe dava noutros tempos. Quem sabe até mudar de treinador, dado que na minha opinião Wenger tem o seu projecto esgotado.

Ora o Chelsea, com um plantel muito jovem, em construção, terá a seu favor o efeito José Mourinho, um plantel renovado, constituído por jogadores com “fome” de títulos, é o habitat natural do “Happy one”. Sendo eu um fã de Mourinho tenho a certeza que nada será como dantes depois deste regresso!

Por ultimo, deixo uma palavra ao Tottenham de André Vilas-Boas, apesar de não ter ficado no melhor lugar de sempre, fez a melhor pontuação de sempre do clube na Liga, numa época onde perdeu Modric, Van der Vart, entre outros, fez de Bale o abono de família. Nesta nova época fala-se da saída do Bale, fala-se da contratação de jogadores como Hulk entre outros, vamos guardar atentamente os desenvolvimentos do mercado de transferências para perceber as reais hipóteses desta equipa.

 

Por tudo isto vale a pena assistir atentamente à próxima época, de certeza que vai ser entusiasmante!

 

Saudações desportivas!

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *