shlktridi

Identificado caso de legionella na Sakthi Portugal em Vermoim

Já se sabe onde foi identificado o caso de legionella na Maia. Terá sido na fábrica de componentes automóveis Sakthi Portugal, situada em Vermoim, freguesia de Cidade da Maia. A fábrica emprega 520 trabalhadores e é detida a 100% pela empresa indiana Sakthi.

Técnicos da inspeção-geral do Ambiente já recolheram amostras para esclarecer a existência da doença dos legionários na unidade, disse esta terça-feira uma fonte do Ministério do Ambiente.  Quando os resultados estiverem disponíveis, serão definidos os procedimentos adequados, acrescentou à TVI essa mesma fonte do Ministério liderado por João Matos Fernandes, que tutela a Inspeção Geral da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território (IGAMAOT).

Em declarações aos jornalistas, o presidente do conselho de administração da Sakhti, Jorge Fesch, disse esta terça-feira que o caso de legionella detetado remonta a novembro de 2016 e que o trabalhador em causa já está recuperado.

O responsável explicou em declarações à TVI24, que as análises efetuadas na altura aos reservatórios da fábrica deram negativo, mas em fevereiro deste ano novas análises acusaram a presença de legionella. Por outro lado, existem relatos da imprensa local que negam a versão avançada pela TVI24, afirmando que nunca ocorreram resultados positivos para a presença da bactéria.

Relativamente aos sete casos sob suspeita, também noticiados pela DGS, a Sakthi diz que não pertencem à sua empresa.

3 comments

  1. Rui Manuel

    Se fosse só a Legionella… essa fábrica é altamente poluente! É frequente assistir-se à libertação de odores intensos e partículas de óxido de ferro (e sabe Deus que outros óxidos e agentes poluentes) que cobrem toda a área em redor. Há muitos anos que assim é e pouco ou nada se faz. A prová-lo está a tinta dos carros estacionados nas redondezas, cobertos com granulos de pó preto e ferruginoso. E tal como eu, muitos dos moradores da zona em redor da fábrica o podem atestar. O que mais surpreende é o facto de tal empresa se encontrar praticamente no centro de uma cidade que aparentemente tanto se preocupa com o ambiente e a qualidade de vida dos seus munícipes. Há muito que se impunha uma deslocalização.

  2. Sub20 20

    Cada maluco infim até ja vi alguém a ver as noticias na tv e de imidiato começou a sentir fevre ..foi no cafe da frente a pessoa padiu carioca de limao mas acabou por tomar cafe

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *