Notícias Maia

Identificado caso de legionella na Sakthi Portugal em Vermoim

Partilhas

Já se sabe onde foi identificado o caso de legionella na Maia. Terá sido na fábrica de componentes automóveis Sakthi Portugal, situada em Vermoim, freguesia de Cidade da Maia. A fábrica emprega 520 trabalhadores e é detida a 100% pela empresa indiana Sakthi.

Técnicos da inspeção-geral do Ambiente já recolheram amostras para esclarecer a existência da doença dos legionários na unidade, disse esta terça-feira uma fonte do Ministério do Ambiente.  Quando os resultados estiverem disponíveis, serão definidos os procedimentos adequados, acrescentou à TVI essa mesma fonte do Ministério liderado por João Matos Fernandes, que tutela a Inspeção Geral da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território (IGAMAOT).

Em declarações aos jornalistas, o presidente do conselho de administração da Sakhti, Jorge Fesch, disse esta terça-feira que o caso de legionella detetado remonta a novembro de 2016 e que o trabalhador em causa já está recuperado.

O responsável explicou em declarações à TVI24, que as análises efetuadas na altura aos reservatórios da fábrica deram negativo, mas em fevereiro deste ano novas análises acusaram a presença de legionella. Por outro lado, existem relatos da imprensa local que negam a versão avançada pela TVI24, afirmando que nunca ocorreram resultados positivos para a presença da bactéria.

Relativamente aos sete casos sob suspeita, também noticiados pela DGS, a Sakthi diz que não pertencem à sua empresa.

COMENTE

Partilhas
Top