Notícias Maia

Jorge Catarino não se recandidata à liderança do PS

Partilhas

Líder do Partido Socialista da Maia afirmou em reunião de Comissão Política que não se irá recandidatar à liderança do partido.

O anúncio foi feito em reunião ordinária de Comissão Política Concelhia, que ocorreu no passado dia 3 de novembro, pelas 21h30, na sede do Partido Socialista na Maia. O atual líder do PS Maia, terá afirmado que no fim do atual mandato, que termina em janeiro próximo, não se irá recandidatar à liderança da Comissão Política. O anúncio surge na ressaca das eleições autárquicas, em que, e apesar de concorrer em coligação com o Juntos Pelo Povo (JPP), atingiu o melhor resultado eleitoral do PS em autárquicas na Maia (36,63%), desde pelo menos 1989, tendo superado o resultado atingido há quatro anos, em 2013 (25,57%), em quase dez pontos percentuais, não tendo ainda assim, retirado a maioria absoluta à coligação PSD/CDS-PP.

Jorge Catarino é presidente da Comissão Politica Concelhia da Maia. Entre 2005 e 2009 foi líder da Bancada Socialista da Assembleia de Freguesia de Vila da Moreira e, de 2001 a 2005, de Vila Nova da Telha. Foi secretário-coordenador da Secção do PS de Pedras Rubras entre 2003 e 2011, e diretor das campanhas eleitorais autárquicas do PS Maia em 2005 e 2013. Integrou a Comissão Nacional do PS (2014-2016), foi membro da Comissão Política Distrital do Porto (2006-2010), e membro da Comissão Política Concelhia da Maia (2001-2011) e do respetivo Secretariado (2006-2011). É também filho de um ex Presidente da Câmara da Maia, Jorge Luís Catarino, que liderou a autarquia antes de José Vieira de Carvalho assumir a liderança da mesma.

A reunião ficou também marcada pelo pedido de demissão de dois elementos do Secretariado Concelhio, devido aos resultados do PS nas últimas eleições autárquicas, que ocorreram no passado dia 1 de outubro.

Veja também: Demissões no Secretariado Concelhio do PS Maia

[Atualização 15 de novembro 2017, 20:40 horas]

Jorge Catarino reagiu à notícia pedindo para que a mesma fosse alterada, com as informações que de seguida transcrevemos:

“Agradeço que corrijam a noticia.

1- Eu disse, que em principio não me re-candidatava.
2- Não há ressaca pós eleitoral. 
3- A coligação está forte, o PS obteve um resultado que há muito tempo não alcançava. 
4- Decidi acabar o meu curso na Faculdade onde estou a ter aulas.
5- Se querem falar de resultados pós eleitorais, façam o favor de informar se o Ministério Publico já se pronunciou sobre o resultado das eleições autárquicas. 

Cumprimentos,
Jorge F.Catarino”, fim de transcrição.

COMENTE

Partilhas
Top