Notícias Maia

Juventude Popular pede benefícios para corporações de bombeiros

Partilhas

No passado dia 24 de Fevereiro de 2018, a Juventude Popular da Maia visitou e reuniu com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pedrouços, inserido num ciclo de reuniões daquela estrutura, com instituições e agentes que integram o concelho.

A JP Maia, acompanhada do deputado na Assembleia de Freguesia de Pedrouços José Alberto e de Tiago Lopes pertencente ao CDS-PP Maia, reuniu com alguns membros da direção e com o Sr. Subcomandante, após ter entregue de forma simbólica, alguns consumíveis como água e barras energéticas.

Da reunião, segundo a JP, “foi possível perceber que o local onde neste momento se encontra esta corporação de tipologia 3 (até 90 bombeiros) além de não ser funcional, e de apresentar graves problemas de infiltrações e algum abatimento do piso na zona da garagem, já não consegue dar resposta a todas as valências assumidas por esta instituição”.

Acrescenta a juventude partidária do CDS-PP, que “além destes problemas, há também alguma falta de mão-de-obra, ou seja, de mais bombeiros voluntários. Há falta de financiamento por parte do Governo para ajudar, nomeadamente a equipar de forma completa os Bombeiros, pois são necessários cerca de 3000€ para equipar cada Bombeiro, além dos veículos que são necessários possuir para responder às várias ocorrências”.

A JP Maia entende que a profissionalização, ou pelo menos a semiprofissionalização dos Bombeiros Voluntários é vista com alguma urgência, sublinhando a necessidade de precaver uma maior disponibilidade de meios para os períodos considerados como críticos no decorrer no ano, assim como uma melhor definição e em condordância da data limite para limpeza dos terrenos (15 de Março) com a data limite para a realização de queimadas (1 de Maio), e ainda uma maior rapidez do Estado na disponibilização de fundos para as corporações, para permitir, a título de exemplo, reparar as viaturas das corporações danificadas ao serviço da nação.

Os centristas reclamam ainda pela “isenção no pagamento das revisões periódicas obrigatórias de todos os veículos ao dispor dos Bombeiros e ainda a isenção do pagamento de portagens, assim como qualquer valor associado ao dispositivo identificador para todos os veículos pertencentes às corporações de Bombeiros”.

No final da visita, o Presidente da Juventude Popular da Maia, Hugo Maciel, referiu: “Esta nossa visita, nesta altura do ano demonstra a importância que todos devemos dar aos Bombeiros, em todas as épocas do ano, e não só na época de incêndios”. Continuou afirmando que “hoje, encontramos aqui pessoas que despendem muito do seu tempo, a trabalhar e a ajudar esta associação, mas sobretudo a trabalhar e a ajudar todos os maiatos sem receber nada em troca.”

Rematou afirmando que “foram muitas as situações negativas identificadas não só em relação aos Bombeiros de Pedrouços, mas que são comuns a outras corporações de Bombeiros Voluntários espalhadas pelo país, pelo que não podíamos ficar indiferentes a esta problemática e desse modo sentimos necessidade de formular propostas que ajudem a ajudar quem está sempre pronto para nos ajudar”.

COMENTE

Partilhas

Newsletter

E-mail
Top