Maia adopta software para gestão habitacional

A empresa Espaço Municipal da Maia implantou nos seus sistemas de informação o software GIHABITA, de gestão de parques habitacionais. Com a tecnologia da Quidgest, a organização pretende neutralizar falhas de partilha de informação, que dificultam a tomada de decisões e prejudicam a gestão social, financeira e patrimonial do parque habitacional do município.

A Espaço Municipal – Renovação Urbana e Gestão de Património foi criada para a gestão do património de habitação do munícipio. Gere a atribuição de alojamentos, a promove acções de renovação, reabilitação e requalificação urbanística, e de melhoria da qualidade de vida da população.

“O GIHABITA foi especificamente desenvolvido para dar resposta às necessidades de gestão de parques habitacionais, na área de cadastro e inventário de imóveis e espaços, na gestão financeira e cobrança de dívidas, na desmaterialização e consulta rápida de processos e contratos dos inquilinos”, lembra um comunicado da Quidgest.

Desenvolvido com recurso à plataforma de geração Genio, o fabricante diz que o software constitui um sistema evolutivo preparado para “a qualquer momento”, incorporar novas funcionalidades, tecnologias e realidades legislativas. Segundo a nota de imprensa, o sistema proposto pela Quidgest já foi adoptado pela EMGHA – Empresa de Gestão da Habitação Social de Cascais (a atual Cascais Envolvente), tendo contribuído para a redução de cerca de 20% dos custos operacionais desta organização.

Actualmente, a Cascais Envolvente gere mais de 3000 habitações que cobrem toda a área geográfica do Munícipio de Cascais, com o apoio do software, diz a Quidgest. Esta experiência, sustenta o fabricante, foi determinante no processo de aquisição do sistema pela Espaço Municipal da Maia.

 

Fonte: computerworld.com.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *