AA

Mulher força filha a vender o corpo

Para obter dinheiro fácil, uma mulher obrigou a filha menor, de 13 anos, a prostituir-se na cidade da Maia, entre 2010 e 2013.

A mãe dizia à criança que, se não acedesse a ter encontros com homens, faria mal à sua irmã, um ano mais nova. O sofrimento da menor apenas terminou quando uma denúncia chegou à Polícia Judiciária do Porto.

A mulher, de 40 anos, foi detida e começa a ser julgada no Tribunal Judicial de Matosinhos no início de abril. A arguida – que se encontra em liberdade – vai responder por crimes de lenocínio de menores.

A investigação conseguiu provar cinco situações em que a menor terá sido forçada a manter relações sexuais a troco de dinheiro.

Os encontros com adultos ocorriam geralmente nos carros dos homens, sempre perto das piscinas da Maia. O local era bastante isolado, pelo que ninguém se apercebia do que se passava no interior da viatura. A menor relatou também à Judiciária que pelo menos uma vez foi forçada a manter sexo numa residencial, em Ermesinde. Os homens davam pequenas quantias de dinheiro à vítima, que depois tinha de entregar tudo o que recebia à mãe.

A menor recusou por diversas vezes continuar a prostituir-se, mas a arguida garantia-lhe que, se o fizesse, a sua irmã iria sofrer as consequências. Em dezembro de 2013, este caso chegou finalmente ao conhecimento dos inspetores da Polícia Judiciária do Porto.

As perícias realizadas à vítima no Instituto de Medicina Legal – que foram juntas ao processo – comprovaram que a menor foi alvo de repetidos atos sexuais. A vítima e a irmã – que na altura viviam apenas com a mãe – foram institucionalizadas.

Fonte: cmjornal.xl.pt

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *