Novo parque na Maia banhado pelo rio Leça

A Maia tem um novo espaço verde banhado pelo rio Leça. O parque de Ponte de Moreira estende-se na margem da EN13 (Avenida de Dom Mendo), no lugar do Espido, ao longo de 31600 metros quadrados com zonas de estadia e um percurso pedonal junto ao rio.

O jardim despontou em frente às instalações da Sonae, na freguesia de Moreira. Nasce junto à rotunda da Avenida de Dom Mendo, contorna a Estação de Tratamento de Águas Residuais de Moreira, prolongando-se até ao gaveto das ruas da ETAR e de Ponte de Moreira.

“A Sonae cedeu-nos parte do terreno que se juntou à propriedade que a Câmara da Maia já detinha na margem do Leça. Com este parque, reabilitamos aquela zona, damos realce ao rio e criamos um espaço de lazer para quem trabalha e vive na envolvente”, explica o presidente da Câmara maiata, Bragança Fernandes. O jardim fica implantado numa zona de predominância industrial, embora exista também habitação. O investimento municipal, que beneficiou de financiamento comunitário do Programa Operacional da Região do Norte, superou os 150 mil euros.

Com um percurso pedonal ao longo do rio, o parque permite a realização de caminhadas, de corridas e de passeios em família entre vegetação autóctone, como carvalho, sobreiro, azereiro, medronheiro, azevinho, pinheiro-manso, aveleira, abrunheiro-bravo, pilriteio, giesteira, teixo, roseira-brava e tojo. Aliás, os visitantes poderão fruir de duas zonas de pinhal e de carvalhal, que foram recuperadas.

A arquiteta paisagista Mariana Soares, que desenvolveu o projeto do parque, cuidou ainda da consolidação da galeria ripícola na orla ribeirinha do rio Leça através da plantação de carriço, junco, sanguinho-de-água, poejo, caniço, salgueiro, borrazeira e erva-pinheirinha.

Fonte: jn.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *