Primavera já terminou e só volta em 2019 - Notícias Maia

Notícias Maia

Primavera já terminou e só volta em 2019

Partilhas

Festival gerou “um retorno de mais de 15 milhões de euros”, com 30% a 40% de visitantes estrangeiros. Foram mais de 100.000 visitantes, com uma programação artística esmagadora liderada por Nick Cave and The Seeds, Lorde, A$AP Rocky, Tyler, The Creator, The War on Drugs, Fever Ray e Jamie XX.

Com uma média de 30.000 pessoas em cada um dos três dias no Parque da Cidade, além das cerca de 30.000 que se reuniram em frente à Câmara Municipal do Porto no concerto de Fatboy Slim, o NOS Primavera Sound recebeu público de mais de 60 países que celebraram o escopo estilístico do festival que consagra mais uma edição de ecleticismo, risco e singularidade musical.

Antes do arranque do festival, em entrevista à agência Lusa, a coordenadora do Núcleo de Investigação do Instituto Superior de Administração e Gestão (ISAG), Ana Borges, afirmou que o festival NOS Primavera Sound 2017 teve um impacto económico de “15,6 milhões de euros, nos três dias do evento”, e que aqueles ganhos atentavam os gastos dos visitantes no interior do recinto do festival, e os gastos na cidade do Porto, não contando com a despesa nos bilhetes para o festival.

Para Rita Torres Baptista, Directora de Marca e Comunicação da NOS, “é com enorme orgulho que a marca NOS assume uma responsabilidade histórica no território da música. Em particular o NOS Primavera Sound, mais do que património da NOS é já património da cidade do Porto e do País. O festival conquistou uma identidade própria e um lugar único e de culto, tanto no panorama nacional como internacional. Estamos muito satisfeitos por fazer parte deste caminho e congratulamos todos os parceiros que, desde o primeiro momento, acreditaram que era possível fazer algo diferente, num lugar idílico onde se celebra a música e onde a descoberta inspira a experiência.”

Nuno Lemos, da Porto Lazer, acredita que “o NOS Primavera Sound é um festival que já faz parte da cultura do Porto e que está hoje perfeitamente integrado no espírito e na dinâmica da cidade. É um evento que vai muito além da música e que mesmo ao fim de sete edições ainda consegue surpreender o público. As alterações feitas este ano no recinto parecem-nos ter resultado em pleno, ajudando a melhorar a experiência de todos os que se deslocaram ao Parque da Cidade ao longo destes últimos três dias. O esforço valeu a pena e agora é tempo de começar a preparar o regresso em 2019.”

José Barreiro, diretor do NOS Primavera Sound, mostra-se visivelmente satisfeito com o sucesso desta edição, onde foi possível elevar ainda mais o padrão de conforto e comodidade de todos os que visitam o festival com o bom funcionamento das novas áreas criadas que permitiram a todos uma ótima fruição do espaço.

O NOS Primavera Sound tem regresso marcado ao Parque da Cidade de 6 a 8 de Junho de 2019.

COMENTE

Newsletter

E-mail
Top