Quase 250 eventos marcam a Maia Cidade Europeia do Desporto 2014

O concelho da Maia recebeu ao longo deste ano em que foi Cidade Europeia do Desporto (CED) 247 eventos, cerca de 120.000 participantes em diferentes modalidades e mais de 500.000 visitantes, avançou hoje a autarquia.

Os dados foram apresentados no âmbito de uma visita à Maia da Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e Cultura, através do Grupo de Trabalho do Desporto, tendo o presidente da câmara, Bragança Fernandes, garantido que a CED 2014 está a ser “importante” e “marcante” para a economia nacional.

Nas mais de duas centenas de eventos, a organização enumerou 20 distritais, 48 regionais, 83 nacionais, 30 internacionais e 66 mundiais.

O vereador do Desporto da câmara da Maia, Hernâni Ribeiro, garantiu que a programação, cujo arranque oficial foi dado com uma cerimónia a 08 de fevereiro, está a correr “conforme as expetativas”, resumindo-a a “um sucesso”.

“Não quisemos que fosse uma CED com meia dúzia de eventos mediáticos que aparecessem na comunicação social e não tivessem reflexo para o concelho”, disse Hernâni Ribeiro, que destacou várias componentes desde o desporto informal, à alta competição, passando por dar palco a debates e conferências sobre o futuro e a ações de formação.

Durante a visita, o Grupo de Trabalho do Desporto, liderado pelo deputado Paulo Cavaleiro, tomando conhecimento de que as cidades que recebem o título de CED não têm associado financiamento europeu, ao contrário de cidades que são Capitais Europeias da Cultura, anunciou que vai recomendar ao Governo que sensibilize a União Europeia nesse sentido.

“São iniciativas muito importantes porque às vezes valorizam coisas que já existem e deixam raízes como dinâmicas interessantes de comunidade. Estas situações servem para gerar experiências diferenciadoras (?). O desporto é um forte meio de valorização social. Dando todo o mérito à Cultura, acho que o Desporto deve também merecer apoio financeiro”, disse Paulo Cavaleiro.

Em 2013, Guimarães foi CED e conquistou, entre dez cidades, o título de “Melhor Cidade Europeia do Desporto 2013”, galardão atribuído pela Federação das Capitais e Cidades Europeias do Desporto (ACES Europe) que também a Maia sente merecer receber este ano.

“Espero que a Maia não seja prejudicada porque Guimarães foi considerada a melhor em 2013. Tem sido um êxito, por isso não vejo porque razão não será a não ser que existam duas cidades portuguesas seguidas a receber o título”, disse Bragança Fernandes, ao destacar o envolvimento de 80 coletividades na programação desportiva de um concelho que conta com “cerca de uma centena de equipamentos desportivos”.

Fonte: portocanal.sapo.pt

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *