Notícias Maia

Tripulantes da Ryanair confirmam greve na Páscoa

Partilhas

Michael O’Leary, responsável da empresa, admitiu que, “se a greve for avante, haverá voos cancelados”. Centenas de emigrantes poderão ser impedidos de passar a quadra festiva em casa, junto das suas famílias.

Os tripulantes de cabine da Ryanair estarão em greve na quinta-feira, domingo e segunda-feira, dado que as conversações com a transportadora de baixo custo “verificaram-se infrutíferas”, de acordo com um comunicado difundido esta terça-feira pelo SNPVAC.

O Sindicato Nacional Do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) comunicou que a greve de três dias se mantém porque as conversas “verificaram-se infrutíferas, uma vez que a Ryanair não aceita aplicar a Lei Portuguesa” particularmente os direitos inscritos na Constituição e no Código de Trabalho, como a parentalidade.

O sindicato pretende ainda que a empresa pare com os “processos disciplinares porque não se atingiram quotas de vendas a bordo”, assim como deixar de considerar uma baixa médica por doença como uma falta injustificada. “Onde anda o Estado português que permite que os seus sejam desrespeitados no seu próprio país? Onde anda o Governo que se diminui ao ponto de sustentar uma empresa que ignora as leis portuguesas?”, pergunta o SNPVAC.

O sindicato garantiu ainda que “ao contrário do Governo, os tripulantes de cabine da Ryanair dão-se ao respeito e exigem os seus direitos básicos”. “E nem a vil ameaça de encerrar as bases em Portugal nos assusta”, sublinham.

COMENTE

Partilhas

Newsletter

E-mail
Top