Um fenómeno chamado facebook

Indiscutivelmente, mesmo para os mais cépticos, há uma década nascia aquele que se viria a relevar um verdadeiro fenómeno no mundo virtual, que se arrastou para o mundo real.

Dez anos volvidos e a nossa forma de comunicação mudou totalmente.

Hoje, em grande parte graças ao facebook, tudo está ou parece mais próximo, amigos que não contactávamos há anos estão à distância de um click, o outro lado do mundo está no nosso computador.

Eu, com 24 anos, há quatro nesta rede social, ainda me consigo ir lembrado do tempo em que vivíamos sem facebook,  sem “o mundo na palma da mão”.

Já nenhum político ou fazedor de opinião, nenhuma figura pública, nenhum jovem, dispensa a forte presença nesta rede socia. Uma notícia chega a uma velocidade de tal forma impressionante que os jornais já chegam às bancas desatualizados.

Hoje, com facilidade se espalham mentiras e se criam heróis na rede.

Se fizemos o exercício de nos deslocar a um restaurante por exemplo, conseguimos observar que a “rede social” presente à mesa, é auxiliada pela “rede social” presente nos tablets e smartphones. Os amigos reais que ali estão presentes, são auxiliados pelas presenças virtuais na rede e, desta forma, estamos em todo o lado e ao mesmo tempo não estamos em lado nenhum.

Apesar de tudo, será que os nossos jovens hoje são mais sociáveis?

Será que têm vida para além do computador?

Será que sabem viver sem as redes socias virtuais?

As redes sociais são excelentes, e as virtuais são muito boas…mas não sabem dar abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *