Vereador da Póvoa do Varzim pede subsídio para ir às reuniões de Câmara.

António Maia, vereador do PS na Câmara da Póvoa de Varzim, reclamou o pagamento de subsídio de deslocação e refeições para assistir às duas reuniões mensais da Autarquia. Mas o empresário de artes gráficas trabalha na Póvoa de Varzim, a cerca de 500 metros do edifício dos Paços do Concelho, e preside à Associação poveira de Kung-fu, também ela próxima da sede do Município.

Na Câmara não há memória de um vereador que exija subsídio de deslocação para ir às reuniões. Apesar disso, sem outra alternativa, já que a lei o consagra, a Câmara vai pagar-lhe, por cada reunião, o subsídio de deslocação ( €24,41 ), a somar à senha de presença ( €76,32 ).

“Não reclamei. Pedi um esclarecimento, mas se me pagarem é um direito que tenho”, afirmou, à saída da última reunião, sem mais, António Maia.

Fonte: jn.pt

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *