Notícias Maia

230 toneladas de roupa doadas resultam em 10 mil euros solidários

©Notícias Maia
Partilhas

Em 2019, foram depositados nos “roupões” do concelho, aproximadamente, 230 toneladas de resíduos têxteis. Este número permitiu angariar 10 mil euros que serão agora doados a instituições locais.

A recolha de resíduos têxteis no concelho da Maia começou em 2011 e, só no ano que passou, foram entregues, pelos municípes, 230 toneladas de roupa nos contentores habitualmente chamados de “roupões”. Estes contentores estão disponíveis em vários pontos do concelho e o contributo dos maiatos, ao colocar roupa que já não precisam nesses depósitos, significa agora 10 mil euros de verba que será entregue a instituições locais.

Desde o início desta parceria entre a Maiambiente e a Wippytex, em 2011, já foram apoiadas 41 instituições locais, com a atribuição de mais de 72 mil euros que resultaram da verba angariada com a recolha de 1.663 toneladas de roupa. 

A cerimónia de entrega de donativos decorreu no dia 17 de dezembro. No evento, Paulo Ramalho, presidente do Conselho de Administração da Maiambiente, afirmou que “é com orgulho que assumimos um caminho que não visa apenas os resultados económicos da empresa, mas que permite participar ativamente no bem-estar da nossa comunidade”. O também vereador da Câmara Municipal da Maia garantiu que esta parceria com a Wippytex é para manter e que o objetivo é “aumentar a recolha seletiva destes resíduos com alto índice de valorização”.

Pedro Oliver, administrador da Wippytex, explicou que “vivemos numa era de consumismo brutal em que são produzidos mais de 35kg de resíduos têxteis, por ano por habitante, e apenas são recolhidos seletivamente cerca de 1.5%” e que o futuro passará pela consciencialização da população assim como a disponibilização de mais contentores de resíduos têxteis.

O presidente da Câmara Municipal da Maia, António Silva Tiago, também marcou presença na cerimónia e mostrou-se orgulhoso por participar neste projeto atentando que “todos temos a responsabilidade de trabalhar para uma sociedade em que as desigualdades sociais tendam a zero“.

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Top