Câmara Municipal do Porto anunciou que, na noite de São João, não haverá transportes públicos e as ruas terão maior fiscalização e policiamento. Presidente da Associação de Bares da Zona Histórica do Porto diz que não impedirá os arraiais.

O presidente da Associação de Bares da Zona Histórica do Porto afirmou esta sexta-feira que as medidas tomadas pela autarquia para a noite de São João não serão suficientes para travar os tradicionais arraiais nas ruas. A noite de São João é tradicionalmente celebrada em festa mas, este ano, todas essas celebrações foram canceladas por questões de segurança.

Cozinca

Há uns dias, a Câmara do Porto fez saber que, na noite de São João, de 23 para 24 de junho, não haverá transportes públicos e as ruas terão fiscalização e policiamento reforçados. A autarquia pede que sejam evitados os grandes ajuntamentos de pessoas e mostra-se preocupada com possíveis festas particulares.

É neste sentido que António Fonseca, o presidente da Associação de Bares da Zona Histórica do Porto, acredita que as medidas não vão conter a vontade do povo. “Nestas coisas o povo é soberano. Faz a sua festa e não há lei”, afirmou à Lusa.

António Fonseca mostrou-se preocupado com estes ajuntamentos sob pena de colocar em causa todo o esforço que tem sido feito pelos empresários do setor e apelou a que, pelo menos, sejam cumpridos alguns procedimentos de segurança.

O responsável entende que é preferível que as festas de São João não se realizem neste momento porque, a correr mal, podem colocar em risco outras festividades, como a passagem do ano.

“Eu acho que vai ser um processo natural. Só esperamos que tomem as devidas precauções: em vez de andarem com o martelo que andem com a máscara“, acrescentou.

Festa da Cereja de Resende volta à Maia durante o fim-de-semana

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.