Partilhas

O prazo de entrega das candidaturas termina a 15 de fevereiro.

Apesar da pandemia, o Instituto Nacional de Estatística (INE) decidiu avançar com os Censos de 2021. Maior uso de tecnologias e um plano de contingência são algumas das medidas que vão tornar possível esta operação que mobilizará uma equipa de 11 mil pessoas.

Cozinca

Em Abril de 2021 o Instituto Nacional de Estatística, I. P., vai realizar o XVI Recenseamento Geral da População e VI Recenseamento Geral da Habitação – CENSOS 2021, a maior operação estatística nacional, realizada pelo INE. Os Censos vão “contar” todos os cidadãos e famílias residentes no território nacional, bem como todos os alojamentos e edifícios destinados à habitação. A recolha de dados será feita preferencialmente através do autopreenchimento de questionários pela Internet.

A dimensão desta operação estatística implica o recrutamento de cerca de 11000 Recenseadores dispersos por todo o País, em regime de Contrato de Prestação de Serviços, que serão, resumidamente, responsáveis por:

  • Distribuir cartas com códigos para acesso a resposta por internet;
  • Assegurar a totalidade das respostas;
  • Prestar todos os esclarecimentos necessários às famílias sobre a resposta aos CENSOS;
  • Recolher/confirmar a informação de edifício;
  • Recolher e registar as respostas em alojamentos que não respondem pela internet;
  • Proceder à validação da informação recolhida, de acordo com as orientações recebidas.

O perfil dos candidatos deverá passar por:

  • Habilitações académicas ao nível do 12º Ano (preferencialmente);
  • Competências ao nível da microinformática e da utilização de TIC;
  • Smartphone [Android 5.0 ou IOS 12 ou superior] (com ecrã de 5 polegadas ou superior) com ligação à internet ou Tablet com ligação à internet;
  • Capacidade para estabelecer contactos interpessoais, ser cordial, agradável, metódico/a e rigoroso/a;
  • Conhecer bem a zona geográfica para a qual se candidata;
  • Disponibilidade aos fins-de semana e durante a semana a tempo parcial;
  • Disponibilidade de transporte próprio (preferencialmente).

Requisitos para Contratação (a efetuar em regime de prestação de serviços):

  • Estar coletado/a nas Finanças como trabalhador/a independente ou a possibilidade de recorrer ao Ato Isolado;
  • Estar inscrita/o na Segurança Social como Trabalhador/a Independente ou estar Isento/a;
  • Não possuir dívidas às Finanças e à Segurança Social;
  • Disponibilidade para participar em sessão informativa referente à atividade a desenvolver.

Excecionalmente nos termos do DL 54/2019 de 18 de abril podem candidatar-se:

  • As/os trabalhadoras/es que exercem funções públicas podendo acumular essas funções com o exercício de funções públicas remuneradas;
  • As/os aposentadas/os, reformadas/os, reservistas fora da efetividade e equiparados.

Condições:

  • Contrato de Prestação de Serviços com a duração de cerca de 2 meses (entre abril e junho de 2021);
  • O pagamento pelos serviços prestados varia em função dos resultados apresentados (um recenseador com 600 alojamentos atribuídos e que termine o seu trabalho em 6 semanas receberá em média 1500€).

Candidaturas:

As candidaturas são obrigatoriamente formalizadas, até 15-02-2021, através do preenchimento online do formulário disponível em www.ine.pt.

Serão pré-selecionadas/os e convocadas/os para entrevistas de seleção apenas as/os candidatas/os que melhor se enquadrem nos requisitos definidos, de acordo com as necessidades a que se candidatarem e a calendarização da seleção prevista (previsivelmente entre fevereiro e março de 2021).

Para mais esclarecimentos contatar [email protected]

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.