O incidente ocorreu em agosto de 2020 e obrigou à intervenção do Corpo de Intervenção da Unidade Especial de Polícia.

Seis dos onze marroquinos que causaram destruições no Centro de Instalação Temporária (CIT) do Aeroporto Francisco de Sá Carneiro, durante um motim, foram condenados a penas de prisão efetiva.

O incidente ocorreu a 13 de agosto de 2020 e obrigou à intervenção do Corpo de Intervenção da Unidade Especial de Polícia. À data, os migrantes estavam há quase 60 dias no CIT e terão causado o motim depois de saberem que teriam de permanecer retidos por mais 30 dias nas instalações do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

O tribunal considerou provado que os seis condenados cometeram o crime de motim de presos, mas absolveu-os do crime de dano qualificado. As penas aplicadas aos seis arguidos são entre um ano e dois meses e dois anos e dois meses de prisão.

Os restantes cinco foram absolvidos e sujeitos a custódia do SEF. Serão expulsos do país por se encontrarem em situação de permanência ilegal.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.