Partilhas

O Governo vai reunir-se, esta segunda-feira, em Conselho de Ministros eletrónico para reavaliar algumas medidas de confinamento.

O Governo vai reunir-se, esta segunda-feira, em Conselho de Ministros eletrónico para reavaliar algumas medidas de confinamento, segundo adiantou a RTP. De acordo com a informação veiculada, o executivo deverá decidir amanhã “proibir a venda de bebidas ao postigo”. O Público, por sua vez, detalhou algumas das medidas que podem estar em cima da mesa, frisando a “restrição de vendas ao postigo, desde logo bebidas – incluíndo café”.

Cozinca

Em cima da mesa estão, nesta altura, decisões para evitar ajuntamentos à porta das lojas a quem foi dada a possibilidade de não encerrar completamente (alguns cafés e pastelarias têm sido locais onde tem havido ajuntamentos que não são permitidos nesta altura). Estará ainda em ponderação permitir que os ATL abram, para crianças até aos 10 ou 12 anos. Na semana passada, quando determinou as medidas do novo confinamento, o Governo decretou o fecho destes espaços por não serem parte do ambiente escolar.

“Pode ser necessário ir mais longe no fechamento de atividades que ainda ficaram abertas, se for necessário, como sinal à sociedade”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas no Hospital de Santa Maria, reforçando que, “se for preciso reponderar medidas, o Governo naturalmente terá o apoio do Presidente da República”.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.