Partilhas

Durante a última semana o número de casos subiu de 1054 para 1095.

De acordo com o boletim diário de segunda-feira, o total de pessoas infetadas com a Covid-19 no concelho da Maia subiu de 1054 para 1095, após o surgimento de 41 novos casos ao longo da última semana.

Notícias Maia

Os municípios com o maior número de casos são Lisboa (6050), Sintra (5102), Amadora (2914), Loures (2913), Vila Nova de Gaia (2154), Odivelas (2092), Cascais (1880) e Porto (1732).

Nos concelhos mais próximos da Maia, o de Vila do Conde é o que mais casos tem por cada 100 habitantes, com mais de um infetado a cada 100 pessoas (1,06), seguindo-se Matosinhos (0,87), Valongo (0,85), Porto (0,81), Maia (0,80), Gondomar (0,72), Vila Nova de Gaia (0,72), Santo Tirso (0,71) e finalmente Trofa (0,54).

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira a prorrogação da situação de contingência em todo o território nacional. As medidas mais restritivas mantêm-se, assim, até 14 de outubro. “Estamos com os números a subir há cinco semanas, a evolução desta semana comportou-se como tínhamos previsto”, afirmou Mariana Vieira da Silva.

De acordo com o comunicado do Governo, são também prolongadas algumas das medidas de apoio a empresas e famílias que terminavam este mês, tais como a proteção dos créditos das famílias, empresas, instituições particulares de solidariedade social, e demais entidades da economia social.

O comunicado do Conselho de Ministros define ainda a “prorrogação da proibição de realização ao vivo em recintos cobertos ou ao ar livre de festivais e espetáculos de natureza análoga”.

Portugal tem 285 surtos ativos, a maioria na região Norte (129), seguida de Lisboa e Vale do Tejo (90), disse no dia de ontem a ministra da Saúde, Marta Temido. Há ainda 27 surtos ativos na região Centro, 24 no Algarve e 15 no Alentejo.

Casos por 100 mil habitantes em municípios nos arredores da Maia

Município Casos Covid-19 Casos por 100 mil habitantes
Vila do Conde 842 1059,1
Matosinhos 1510 867,5
Valongo 821 853,1
Porto 1732 805,8
Maia 1095 797,8
Gondomar 1197 722,7
Vila Nova de Gaia 2154 718,8
Santo Tirso 484 707,9
Trofa 205 535,4

Região de Lisboa e Vale do Tejo com 46,5% dos casos

Há mais 691 casos e três novas mortes. Ao todo, contam-se 71156 infetados, dos quais resultaram 1931 vítimas mortais. Há mais 386 doentes já recuperaram, perfazendo agora 46676.

Registam-se mais 17 pessoas internadas, num total de 588, e mais oito em unidades de cuidados intensivos, totalizando 85. Dos três novos óbitos, dois foram registados em Lisboa e Vale do Tejo e um na região Centro.

Dos 691 novos casos, 321 foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo (46,5%), seguindo-se o Norte, com mais 267 casos (38,6%). No Centro há mais 73 infetados, no Alentejo mais 11 no Algarve mais 16 (1466). A Madeira soma mais um infetado e os Açores mais dois casos.

Sob vigilância, estão 41.696 pessoas, mais 931 por comparação a quarta-feira.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.