O PSD questionou a ministra da Coesão Territorial sobre que medidas estão a ser tomadas para “resolver o desequilíbrio” nas portagens da A41 no concelho da Maia que “prejudicam a economia local”, divulgou o partido.

A questão lançada pelos deputados do PSD eleitos pelo Porto à ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, é sobre quais são, em concreto, as medidas que estão a ser desenvolvidas para resolver o desequilíbrio existente nas portagens da A41 no concelho da Maia.

Nonna Vespa

Em comunicado divulgado hoje, os deputados parlamentares do PSD contestam a cobrança de portagens na A41, Circular Regional Exterior do Porto (CREP), nomeadamente no concelho da Maia, distrito do Porto, e referem que “evidencia uma desigualdade e um desequilíbrio que não tem paralelo no país”.

“A existência de quatro pórticos numa malha urbana de tão curta distância teve e tem repercussões negativas no crescimento económico local e regional e coloca em causa a equidade de tratamento no contexto nacional, traduzindo uma carga injusta e injustificável sobre todos os que circulam diariamente na malha urbana da Maia, prejudicando, inclusive, os trabalhadores das inúmeras empresas localizadas na Zona Industrial Maia I”, lê-se no comunicado de imprensa.

Os parlamentares também questionaram a ministra da Coesão Territorial sobre a razão para não terem sido estabelecidos contactos com os autarcas locais do concelho da Maia no sentido de, em conjunto, serem encontradas as melhores medidas”.

Os deputados do PSD lamentam a ausência de qualquer diligência por parte do ministro do Ambiente e da ministra da Coesão Territorial para resolver o problema e dizem que aguardam “soluções concretas”, designadamente “pela cooperação com os autarcas locais do concelho da Maia.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.