Sem inauguração oficial, a instalação da escultura “Zmork para a Maia” contou com uma visita simbólica do autor da obra e do presidente da Câmara Municipal da Maia.

Zmork para a Maia é a nova escultura residente na Praça do Município. A obra, de cerca de 15 metros e quase quatro toneladas, tem a assinatura Robert Schad, um escultor alemão com trabalhos espalhados por todo o mundo. À sua lista de obras expostas, Robert Schad pode agora acrescentar a Maia.

Cozinca

Pelo contexto de pandemia que o mundo atravessa, o município da Maia optou por não fazer uma cerimónia de inauguração da peça. Mas, ainda assim, a instalação da escultura “Zmork para a Maia” contou com uma visita simbólica do autor da obra e do presidente da Câmara Municipal da Maia, na passada sexta-feira, 19 de fevereiro.

O NOTÍCIAS MAIA acompanhou a visita. Em cerca de uma hora, Robert Schad entregou o certificado da obra a Silva Tiago, foram trocadas algumas ideias e logo depois feita a visita à obra colocada na Praça do Município.

“É fundamental que uma cidade como a Maia tenha ícones de cultura”

Ao NOTÍCIAS MAIA, sobre a relevância de ter esta obra na Maia, Silva Tiago explicou que considera “fundamental que uma cidade como a Maia tenha ícones de cultura”. O autarca lembrou que esta escultura se enquadra na celebração dos 500 anos do Foral da Maia e que se junta agora à escultura alusiva “ao saudoso Doutor Vieira de Carvalho” e também à escultura de Gonçalo Mendes da Maia, que foi objeto de um concurso público.

Silva Tiago afirma que esta escultura, “alusiva à mulher com a sua força libertadora e também empreendedora”, representa aquilo que a Maia é: “uma força da natureza e uma força empreendedora onde as coisas acontecem”.

Sobre algumas críticas que têm surgido sobre a decisão de comprar esta obra para o município, o presidente afirmou que são comentários de “não cultura” e que representam aquilo que o autarca não quer que a Maia seja: “uma comunidade que não tem um pensamento e um olhar desafiante e empolgante”.

Ainda assim, Silva Tiago considera que as críticas se devem ao momento difícil que o mundo atravessa. Nesse sentido, o autarca lembrou que a obra foi encomendada em 2019 e que o município tem riqueza para o fazer sem prejudicar o cumprimento das “nossas obrigações a todos os níveis”.

Exclusivo: Entrevista com Robert Schad, o criador da nova escultura da Maia

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.