O Padre Luís Gonzaga Freire da Cruz Queirós faleceu aos 92 anos. Foi pároco de Milheirós de 1957 a 2015, ao longo de quase 60 anos.

Faleceu esta sexta-feira, 26 de fevereiro, o Padre Luís Gonzaga Freire da Cruz Queirós. Tinha 92 anos e vivia em Milheirós da Maia.

Cozinca

A notícia da sua morte foi avançada pela Diocese do Porto. Em comunicado, a Diocese informa ainda que o funeral do Padre Luís Gonzaga Freire da Cruz Queirós será celebrado na igreja paroquial de Milheirós da Maia, presidido pelo Bispo D. Manuel Linda.

Foi nesta freguesia que exerceu a maior parte da sua missão enquanto pároco, desde maio de 1957 até julho de 2015. Quase 60 anos ao serviço do povo da Paróquia de Milheirós. Foi cumulativamente pároco de Vermoim (1984-93) e de Silva Escura (1999 a 2007). Desempenhou por diversas vezes também a função de Vigário da Vara (1980, 1989, 2004, até 2008).

Nascido a 24 de setembro de 1929, estava na casa dos 92 anos de vida. Após a frequência dos seminários diocesanos do Porto, foi ordenado sacerdote em 1 de agosto de 1954. Nesse mesmo ano foi nomeado cooperador de Telões (Amarante). Em 1956 foi nomeado pároco de Folhada (Marco de Canaveses) e em maio de 1957 pároco de Milheirós da Maia. Essa missão desempenhou-a até julho de 2015, ao longo de quase 60 anos.

Exerceu também atividade pastoral como docente, primeiro no Colégio de Ermesinde (1965-68), depois no Seminário dos Padres Combonianos da Maia (1965-72) e na Escola Preparatória de Águas Santas (1972-80). Do seu currículo ressalta o permanente serviço à Diocese e à Igreja, bem como a atividade formadora tanto no domínio da Educação moral e religiosa como das ciências históricas.

Era irmão do Padre Fernando Nuno Ribeiro da Cruz Queirós, ordenado em 1960, e atual pároco de Santo Ovídio, em Vila Nova de Gaia.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.