Partilhas

A Rússia tornou-se o primeiro país do mundo a registar uma vacina contra a doença Covid-19, anunciou o presidente russo, Vladimir Putin.

Foi esta terça-feira, 11 de agosto, que a Rússia registou uma vacina contra a Covid-19. Vladimir Putin, o presidente do país, anunciou que a sua filha já tomou a vacina.

Nonna Vespa

“Esta manhã foi registada, pela primeira vez no mundo, uma vacina contra o novo coronavírus”, afirmou Putin durante uma reunião com alguns membros do governo russo.

Putin considera que a vacina russa é “eficaz” e que superou todas as provas necessárias. Também garante que permite uma “imunidade estável” face ao covid-19.

A vacina foi desenvolvida pelo instituto Gamaleya, em Moscovo, e foi aprovada esta terça-feira pelo Ministério da Saúde russo, depois de dois meses de testes com humanos.

O presidente Russo acrescentou que uma das suas duas filhas já recebeu uma dose da vacina e está a sentir-se bem. Os profissionais de saúde, professores e outros grupos de risco serão os primeiros a serem inoculados.

Nem tudo são boas notícias, já que muitos cientistas no país e no estrangeiro questionaram a decisão de registar a vacina antes de os cientistas completarem a chamada Fase 3 do estudo. A terceira fase, por norma, implica vários meses e envolve milhares de pessoas, sendo também a única forma de se provar que a segurança e eficácia da vacina.

Vacina entra em circulação a 1 de janeiro de 2021

A vacina vai entrar em circulação em 1 de janeiro de 2021. A Rússia já “garantiu” a produção de milhares de doses e “vários milhões” no princípio do próximo ano.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.