Os vouchers que a autarquia de Gaia entrega aos seus funcionários totalizam cerca de 100 mil euros, que vão diretamente para as empresas do concelho.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia vai celebrar o Natal de uma forma diferente. Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara de Gaia, aproveitou uma reunião camarária para afirmar explicar em que moldes se celebrará o Natal no concelho.

Cozinca

Este ano não haverá Praça de Natal, roda gigante nem pista de gelo, mas, como ” sinal de esperança”, haverá um “camião parada” a percorrer todas as escolas do concelho com o Pai Natal para dar prendinhas às crianças. Uma ação que irá abranger 105 escolas básicas, num total de 15 mil alunos.

O autarca explicou que decidiu manter a iluminação “de forma a dar vida às ruas e ajudar os comerciantes”, num investimento de 340 mil euros, mas acrescentou que não divulgará a hora e o dia da inauguração das luzes “para evitar ajuntamentos”.

Também os habituais cabazes de Natal, que a Câmara entrega aos funcionários camarários, serão substituídos por “vouchers” no valor de 30€ para gastar no comércio local. Estes “vouchers” serão entregues a mais de dois milhares de funcionários, num total a rondar os 100 mil euros de investimento.

A redução das atividade de Natal vai deixar uma margem de 350 mil euros no orçamento para atividades que, segundo o autarca, será “integramente utilizado no apoio às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS)”. Além de apoio financeiro, a autarquia vai financiar os cabazes alimentares que serão distribuídos às famílias pelas IPSS.

“Ao dia de hoje há IPSS que estão com dificuldade em saber como vão pagar o subsídio de natal aos trabalhadores. O Município não vai virar as costas. Esperemos que a Segurança Social também não”, concluiu.

Porto quer isentar comércio de taxas municipais até final de 2021

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.