Notícias Maia

Leitura de água à distância já chega a 12 mil casas na Maia

Partilhas

Câmara Municipal está a instalar tecnologia que permite apurar os gastos de água à distância, reduzir as perdas de água e melhorar a eficiência da rede, sem custos para o utilizador.

A Câmara Municipal da Maia começou a implementar há cerca de um ano, um sistema de telemetria e telegestão que permite apurar à distância os gastos de água. Já são 12 mil os contadores a usar esta nova solução e a Câmara Municipal da Maia prevê que os restantes 67 mil do concelho estejam instalados no espaço de três anos.

“Através de uma central que fica instalada nos serviços municipalizados teremos uma leitura na hora do consumo em cada ponto de abastecimento. O contador vai ter um descodificador informatizado, onde se pode saber, remotamente, se a casa está a ser ocupada e habitada e está a consumir água”, explicou ao JN Silva Tiago, presidente da Câmara.

O investimento ronda cerca de cinco milhões de euros, esperando a autarquia reduzir em cerca de 50% as perdas de água no concelho, atualmente na ordem dos 30%.

Depois do sistema ter sido testado há cerca de três anos em Vila Nova da Telha, na Urbanização do Lidador, em cerca de 1400 contadores, atualmente está a ser instalado do centro da cidade para a periferia. Sem custos para os utilizadores, aos maiatos será apenas pedido, via postal, alguns dados que permitam um contacto para situações de maior urgência, de modo a evitar desperdícios ou inundações, de acordo com o Jornal de Notícias.

Para tentar acelerar o processo de instalação, o município vai candidatar-se aos fundos comunitários do programa POSEUR, com vista à obtenção de financiamento.

“Isto vai permitir a criação de uma radiografia da nossa comunidade e ganhar eficiência e eficácia. Ao nível das perdas de água podemos agir de forma mais inteligente e assertiva nos problemas que uma rede destas gera porque as fragilidades detetam-se”, explica Silva Tiago, ao Jornal de Notícias.

O Presidente da Câmara Municipal da Maia revela que a longo prazo, o objetivo passará por “devolver os ganhos de eficiência à comunidade, privilegiando os mais desfavorecidos e as famílias mais numerosas”, apontando para a possibilidade de beneficiar de uma redução de 10% na fatura.

De recordar que já no presente ano a Câmara Municipal da Maia tinha anunciado pretender “reduzir para metade as perdas de água na rede pública de abastecimento”.

COMENTE

Publicidade

media & meios

Newsletter

Top
Fórum da Maia - 30 de novembro - 21.30h

Salvador Martinha

Salvador Martinha vai finalmente apresentar o seu novo espetáculo de Stand-Up, Cabeça Ausente, no Fórum da Maia. Compre já o seu bilhete.
close-link