Partilhas

Fecho das escolas será discutido esta quinta-feira, 21 de janeiro, em reunião de Conselho de Ministros.

Em entrevista à RTP, a ministra da Saúde revelou que a reunião por Zoom, com o Primeiro Ministro, trouxe “algumas alterações às estimativas anteriores”.  Marta Temido sugeriu que “provavelmente obrigará a novas reflexões de medidas a tomar. Amanhã serão discutidas no Conselho de Ministros”. Em causa está o encerramento das escolas.

Cozinca

Sobre os casos da variante inglesa, Marta Temido admite que “possam ser 20% os casos desta variante” e que se estima “que possa atingir 60% dentro de mais uma semana, até ao final do mês”.

O primeiro-ministro, António Costa, reuniu esta quarta-feira com os ministros da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, da Saúde, Marta Temido, e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, para decidir o encerramento das escolas.

Durante a tarde desta quarta-feira, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, confirmou que o Governo iria ponderar o encerramento de escolas devido ao aumento do número de novos casos e de óbitos por Covid-19.

Rui Rio pediu encerramento das escolas já esta quinta-feira.

O presidente do PSD afirmou que o partido, desde o início da pandemia, em março, “tem facilitado ao Governo todos os instrumentos de que ele necessita para o combate à pandemia, apesar de ele pouco nos querer ouvir”.

“Em face das notícias que nos informam que o Sr. Primeiro Ministro vai repensar, ainda hoje, a questão das aulas presenciais, faço-lhe um apelo público para que determine o encerramento das escolas a partir de amanhã”, pediu Rui Rio durante a tarde de quarta-feira, 20 de janeiro.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.