Testar, identificar, isolar. É este o mote que marca o timbre do combate à pandemia que a Câmara Municipal da Maia quer realizar.

A Câmara da Maia vai avançar com um plano de combate à pandemia de C0vid-19, que representa um investimento de 640 mil euros. A estratégia está assente em três pressupostos: testar, isolar e verificar.

Chefe Albino

Testar. A importância de reduzir o tempo entre a realização de um teste e o seu respetivo resultado. No entendimento da autarquia, não pode passar das 24 horas. Para isto, para além do Centro de Rastreio Móvel Covid-19 Maia, o município promove três centros de testes rápidos, assim como a criação de um banco de horas de auxiliares de ação direta para acorrer às necessidades das IPSS.

Identificar. A autarquia entende que é necessário ajudar a saúde pública na identificação de quem esteve em contacto com infetados.  Para isto a Câmara da Maia vai alargar aos sete dias da semana a Linha Verde Institucional Covid-19, instalar uma central de atendimento gratuita para utentes das Unidades de Saúde Familiar do concelho conseguirem comunicar com os médicos de família. Assim como disponibilizar à Saúde Pública técnicos para o rastreio epidemiológico, viaturas e técnicos para as Equipas de Intervenção Rápida, e garantir o transporte de pessoas das estruturas residenciais para a estrutura de retaguarda.

Isolar. O município da Maia vai garantir uma estrutura de retaguarda, para alojamento de pessoas em isolamento profilático ou em situação de infeção, que não necessitem de internamento hospitalar, com 45 camas, em regime de refeições. As instalações da antiga Escola do Príncipe da Beira, cedidas pela Junta de Freguesia da Cidade da Maia para ser criada uma Área Dedicada aos Doentes Respiratórios (ADDR), serão o local onde será prestado o apoio logístico com meios humanos e técnicos para o alargamento temporário da Unidade de Saúde Pública da Cidade da Maia.

O município tem ainda planeado promover campanhas de sensibilização sobre boas práticas de saúde pública.

As 12 medidas de combate à pandemia foram hoje aprovadas em reunião de executivo.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.