Portugal tem agora um valor mais alto de óbitos diários do que qualquer outro país do mundo e desde há dois dias é também o que reporta mais novos casos por milhão de habitantes.

Portugal registou esta sexta-feira mais 234 mortes por Covid-19, o que significa um novo máximo diário. O valor português de óbitos ultrapassou agora todos os outros países que reportam dados da pandemia, até mesmo os Estados Unidos, o Brasil ou o Reino Unido, sendo que neste último a mortalidade em 2020 foi a mais elevada desde II Guerra Mundial.

Cozinca

Portugal já era o país com mais novos casos diagnosticados de infeção, por milhão de habitantes, tendo em conta a média dos últimos sete dias. Mas, segundo os dados mais recentes do portal Our World in Data, é também o que tem mais mortes reportadas por milhão de habitantes.

Em termos de óbitos, na média móvel a sete dias que continua a subir desde dezembro, Portugal está na primeira posição, com 18,24 mortes por milhão de habitantes. Seguem-se o Reino Unido (18,10), a República Checa (14,90) e a Eslováquia (14,16). A média a sete dias tem a vantagem de permitir tirar conclusões menos influenciadas por variações diárias e indicar uma incidência mais prolongada.

No que respeita aos novos casos e tendo em conta a média dos últimos sete dias, o país regista 1,043.71 por milhão de habitantes, estando à frente de Israel com 920,67, Andorra com 905,97 e Espanha com 721,79.

Por fim, no que toca aos testes realizados, também por milhão de habitantes, a lista passa a ser liderada pela Áustria (23,78), Dinamarca (17,25) e Emirados Árabes Unidos (15,02), sendo tanto o Reino Unido (8,60) como Israel (12,76) estão entre os dez países que mais testam. Portugal (5,29), apesar dos números negros de mortos e infetados, fica-se pelo 14.º lugar, fazendo pouco mais de metade dos testes de Israel (na média dos últimos sete dias).

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.