Oito homens foram detidos por suspeita de manter rede de tráfico de estupefacientes em Gaia, Maia, Espinho e Valongo. Três deles vão ficar em prisão preventiva.

A Guarda Nacional Republicana desmantelou, no dia 6 de janeiro, uma rede de tráfico de droga que operava em várias localidades de Vila Nova de Gaia, Maia, Espinho e Valongo.

Cozinca

Os oito detidos, com idades compreendidas entre os 29 e os 51 anos, já foram presentes a primeiro interrogatório, no Tribunal de Instrução Criminal do Porto e as medidas de coação são já conhecidas.

“A três dos detidos foi-lhes aplicada a medida de coação de prisão preventiva, a outros três apresentações periódicas nos postos policiais das suas áreas de residência e aos restantes dois, a medida de coação de termo de identidade e residência”, lê-se em comunicado enviado pela GNR.

Desmantelada rede de tráfico de droga que operava na Maia

A investigação por tráfico de estupefacientes durou dois anos e culminou na detenção de oito homens com idades compreendidas entre os 29 e os 51 anos, todos com antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza.

Segundo a GNR, na sequência da ação, foram efetuadas onze buscas domiciliárias e uma em estabelecimento de restauração e bebidas, tendo sido apreendido o seguinte material: 392 quilos de folhas de tabaco moído; 47 600 cigarros; 10,408 quilos de haxixe; 143 doses de liamba; Quatro veículos; Nove telemóveis; Três balanças; Duas armas de ar comprimido; Um revólver; Uma soqueira; Uma máquina de jogo ilegal; 10 480 euros em dinheiro.

“Além do material apreendido, foi elaborado um auto de notícia por crime de introdução fraudulenta no consumo, no valor de 76 800 euros, e ainda um auto de contraordenação respeitante a bebidas alcoólicas”, informa a força militar.

A ação contou com o reforço do Destacamento de Intervenção (DI) do Porto e do Destacamento de Ação Fiscal (DAF) do Porto e com o apoio da Polícia de Segurança Pública (PSP).

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.