Partilhas

Esta é a segunda vez que o docente da Faculdade de Economia do Porto é alvo de sanção disciplinar.

Pedro Cosme da Costa Vieira foi suspenso preventivamente pelo período máximo de 90 dias depois de ser acusado por 129 alunos de fazer comentários machistas e xenófobos. A denúncia foi assinada por alunos das Unidades Curriculares da Licenciatura em Ciência da Comunicação: Jornalismo, Assessoria e Multimédia, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Cozinca

Segundo os alunos, o professor tem “muitas” atitudes, durante as aulas, que “incitam ao ódio e constituem crimes de assédio e discriminação”. Entre os 12 exemplos apontados pelos alunos estão frases como: “As mulheres brasileiras são uma mercadoria”; “Sabem o que é uma caçadeira? Aquela arma que os homens usam para matar as mulheres”; “Qualquer dia a minha amiga Marta, do judo, que é ceguinha, vai chegar a casa grávida” ou “A instrutora (do judo) teve de me mandar lá para fora porque estava quase a saltar-lhe ao pacote”.

A suspensão tem efeitos a partir do dia 25 de fevereiro e remete para os anos letivos 2018/2019 e 2019/2020.

Note-se que esta não é a primeira vez que o professor auxiliar da Faculdade de Economia da Universidade do Porto é suspenso. Há cinco anos, foi suspenso por 30 dias, devido a “condutas relacionadas com a mesma temática”.

A Faculdade de Economia da Universidade do Porto considera que “é suficientemente clara a existência de matéria factual para instaurar o competente processo disciplinar ao professor, por estarem em causa, em abstrato, violação de deveres imputados aos trabalhadores, bem como outros que poderão ser apurados, sem prejuízo de eventual apuro em matéria criminal”.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.