A ação contou com a presença do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita e consistiu na destruição de mais de 17 mil armas de fogo.

A Polícia de Segurança Pública (PSP) destruiu cerca de 17 183 armas. A ação decorre no âmbito do Dia Internacional de Destruição de Armas, criado pela ONU e celebrado no dia 9 de julho, e teve lugar na Maia, em Folgosa.

Cozinca

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, esteve presente na ação tendo afirmado que o número de armas entregues por cidadãos ou apreendidas corresponde a “cerca de quatro vezes mais aquele que tinha sido realizado em 2015”. “Nos últimos anos, temos tido um crescimento muito significativo quer das entregas voluntárias, quer das apreensões“, salientou.

Apesar de a ação não ser da responsabilidade da autarquia, também António da Silva Tiago, presidente da Câmara Municipal da Maia, esteve presente na data.

Nesta sexta-feira foram destruídas 17 183 armas, um número que eleva para cerca de 200 mil as armas destruídas pela PSP desde 2014. “A Polícia de Segurança Pública associa-se mais uma vez a este evento mundial, no âmbito das suas competências de controlo e supervisão de armas e munições“, pode ler-se numa publicação partilhada pela PSP no Facebook.

As armas destruídas foram declaradas como perdidas a favor do Estado no decorrer de processos-crime, processos de contraordenação ou entregas voluntárias.

Estufa de Canábis na Maia subtraía clandestinamente energia à EDP

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.