Partilhas

A TAP havia prometido recuperar rotas a partir do Porto o mais depressa possível mas ainda não foi desta.

A Transportadora Aérea de Portugal só vai aumentar o número de voos a partir do aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, deixando o Norte de fora dos planos de retoma da TAP, avançou o Jornal de Notícias.

Nonna Vespa

A TAP vai repor, já no próximo mês, vários voos para a Europa, África, Brasil e Estados Unidos, mas tudo a partir do aeroporto de Lisboa. A companhia aérea anunciou também a intenção de criar, no verão do próximo ano, seis novas rotas para destinos turísticos, mas o Porto só vai contar com uma nova rota para a ilha do Sal, em Cabo Verde, com início em dezembro.

A TAP já tinha prometido recuperar rotas a partir do Porto o mais depressa possível, tentando assim acalmar a polémica causada pelo plano apresentado para a recuperação de atividade que concentrou os voos em Lisboa e inverter a estratégia centralista da empresa.

TAP e STCP serão sempre problemas de milhões

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.