São doze provas de vida que o jornalismo no concelho já merecia. Não esperávamos comemorar este primeiro ano da publicação em plena pandemia de Covid-19, num período que é certamente o mais importante da nossa geração, mas encaramos este novo desafio consigo e de forma positiva.

Esta edição marca um ano de revista e é totalmente digital. A publicação, tal como os seus jornalistas e restante equipa, adaptou-se à pandemia.

Cozinca

Achamos que é a altura certa para ficar a conhecer a história do Notícias Maia, contada na primeira pessoa.

O website www.noticiasmaia.com assim como a página de Facebook Notícias Maia, surgiram quase que por brincadeira, numa noite de insónia do João Loureiro, hoje diretor na publicação, a 11 de julho de 2013. Sem conseguir dormir, inventou um logótipo, criou o website e a página de Facebook e lançou um blog.

No dia seguinte, nas Festas da Nossa Senhora do Bom Despacho, em plena Avenida Visconde Barreiros, contava-me o que tinha criado. A ideia pareceu-me boa. Havia falta daquele conteúdo disponível em formato digital na Maia.

Outros amigos acercaram-se da conversa e entraram com naturalidade no projeto que tinha única e exclusivamente a vontade de um grupo de seis pessoas em comunicar coisas que acontecem no concelho da Maia.

Com o passar dos anos o grupo de pessoas foi-se separando até que em 2016 já só permaneciam três envolvidas no blogue e a coisa encontrava-se relativamente abandonada.

Na altura, devido a uma gripe, encontrei tempo para me concentrar no antigo blogue de cor laranja.

O trabalho que começou a ser desenvolvido no início de 2017 com o João Loureiro teve um resultado estrondoso. O número de leitores crescia mais de 100% todos os meses. O caminho estava traçado, sabíamos o que fazer.

No espaço de poucos meses sofremos o primeiro ataque. Alguém, apercebendo-se do impacto que o Notícias Maia começava a ter, tentou registar a marca e apoderar-se do projeto. Soubemos disto porque o invasor nos enviou um mail a dizer que o nosso Notícias Maia, a partir daquele momento era dele, juntando uma série de ameaças.

Entramos em contacto com o nosso advogado e começamos a preparar a defesa do que era nosso. Durante este processo o terceiro elemento desapareceu, ficando apenas eu e o João Loureiro.

A tentativa de contenda ficou resolvida numa reunião a cinco, onde foi abandonada a ideia de saque do Notícias Maia. A partir daqui o caminho era ainda mais evidente. O Notícias Maia era uma coisa demasiado séria e precisava de ser profissionalizado.

Fizemos o projeto e planeamos uma profunda alteração na imagem, tendo ficado decidido que era crucial abandonar a cor laranja.

Descobrimos nesta altura que existiu em tempos o “Notícias da Maia” e que, curiosamente, também tinha a cor laranja. Apesar da semelhança, nada tem a ver com o “Notícias Maia”. Trata-se de uma coincidência e só um exercício de especulação é que relaciona as duas marcas.

Em março de 2017 o Notícias Maia foi aceite como Órgão de Comunicação Social na ERC – Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

Ao fim de dois anos de sangue, suor e lágrimas, decidimos lançar a revista. Achamos que estando o jornal digital sólido e a crescer, havia espaço a revista Notícias Maia. E acertamos.

A primeira edição foi “espacial”. Mikhail Kornienko, o cosmonauta russo que tinha passado 340 dias no espaço, estava na Maia para explicar a sua experiência. Estava feita a capa da primeira destas doze edições.

Durante estes 12 meses a nossa equipa cresceu e temos planos para que continue a crescer. O Marketing está com a Maria José Moreira, conhecida pela sua simpatia e sorriso quando fala com os nossos parceiros e a Daniela Fonseca, 23 anos, ocupa cada vez mais espaço na redação. A paginação esteve com o Vasco Lopes, o Lisboeta de Fafe, em teletrabalho já há um ano.

Venha daí esse futuro. Conte connosco, contamos consigo.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.