“Uma das preocupações do governo é garantir que o estado continua a proteger e a não deixar os mais vulneráveis sem resposta”, afirmou António Lacerda Sales.

“A violência doméstica afeta milhares de pessoas, especialmente mulheres e crianças e não pode ficar esquecida” afirmou o secretário de estado na conferência de imprensa desta quarta-feira, dia 29 de abril.

Ordem dos Advogados Maia

António Lacerda Sales lembro que, desde o início de março, a secretária de estado para a Cidadania e a Igualdade Rosa Monteiro em parceria com o Ministério da Saúde através do INEM, colocaram em marcha um plano de contingência de prevenção e de combate à violência doméstica no contexto Covid-19.

O secretário de estado lembrou que, além da campanha de alerta social massiva, há redes de casas de abrigo e de acolhimento de emergência que estão a funcionar e que acolheram, de 6 a 27 de abril, 50 vítimas.

Como pedir ajuda?

As vítimas de violência podem pedir ajuda através da linha telefónica com o número 800 202 148 e pelo e-mail [email protected] 

Preocupada com a eventual escalada de violência doméstica em período de confinamento Rosa Monteiro, secretária de estado para a Cidadania e a Igualdade, pensou numa alternativa eficaz para acudir as vítimas e lançou uma nova linha de atendimento por SMS a estas vítimas. O número é o 3060, é gratuito e não é possível de rastrear . A linha entrou em funcionamento no dia 27 de março e recebeu 123 pedidos de apoio.

Em todos estes métodos de contacto dão-se informações, apoio, encaminham-se as vítimas e, em caso de elevado perigo, aciona-se as forças de segurança para “verificação imediata da situações no local”. Desde 19 de março estas 3 linhas receberam 308 pedidos.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.