Notícias Maia

Aliança entregou listas candidatas às legislativas com 5 nomes da Maia

CBaviera_Maia
© DR
Partilhas

O Partido Aliança, fundado por Pedro Santana Lopes, entregou no passado dia 9 de agosto, no Tribunal da Relação do Porto, a sua candidatura às Eleições Legislativas de 2019. A Maia está representada com 5 nomes.

A lista do Partido Aliança às eleições legislativas pelo círculo eleitoral do Porto, encabeçada por Bruno Ferreira Costa, é composta por cinco candidatos do concelho da Maia, a começar pela número quatro da lista Ana Maria Pinheiro, docente do Ensino Básico e Secundário; Sofia Brandão, jurista; Carla Ramos, jurista; Luís Meneses, médico odontologista, e Maria José Silva, operadora de tráfego.

Sobre o mote “Pela Maia, Pelo Porto, Pelas Pessoas”, o partido elenca três principais prioridades, com as quais todos os candidatos se comprometem: o Combate à Pobreza e à Exclusão Social, o Crescimento Económico e a Coesão Territorial.

Garantem ainda querer pugnar pelas medidas que, “pelo seu enorme impacto social e económico para as Pessoas e Empresas, preocupam o Distrito e o Concelho da Maia”. Pretendem por exemplo, “aumentar, drasticamente, a presença da polícia nos espaços públicos, visando a segurança dos cidadãos e um melhor controlo do tráfego automóvel”, garantindo assim, “mais vigilância com câmaras na via pública”.

Outro dos objetivos, será conseguir o fim das portagens na Circular Regional Exterior do Porto (A4, A41 e A42), e concretizar “de vez, a construção da circular à Estrada Nacional 14, entre os concelhos da Maia, Trofa e Vila Nova de Famalicão”.

Defendem a “dinamização e modernização do Aeroporto Francisco Sá Carneiro que, depois de ter atingido os 12 milhões de passageiros anuais, numa posição de liderança no Noroeste peninsular, deve continuar a ser modernizado e ampliado de forma a que suporte 20 milhões de passageiros/ano”, e ainda a criação de uma ligação “de um ramal ferroviário da linha ferroviária Porto – Vigo ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, como forma de potenciar o turismo e a mobilidade entre o Norte de Portugal e Galiza”.

A rede de Metro do Porto também não foi esquecida, estando nos planos do partido aumentar a rede de transportes públicos, “concretizando as linhas projetadas pela Área Metropolitana do Porto, incluindo a construção do troço ISMAI– Muro, na Trofa”.

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Mais Populares

Top