Homem de São Pedro Fins era o fornecedor dos estupefacientes.

Um café de Valongo teve, durante cerca de dois anos, um papel fundamental no tráfico de drogas naquele concelho e na Maia, de acordo com o Ministério Público (MP). 11 pessoas estão a ser julgadas pelo seu alegado envolvimento neste caso, encontrando-se cinco deles em prisão domiciliária.

Segundo o Jornal de Notícias, nesse café havia conversas codificadas sobre “camisolas” ou “meias”. Estes termos, segundo o MP, referiam-se sobretudo a haxixe e cocaína. Mesmo assim, a GNR acabou por apreender drogas e materiais associados ao tráfico, a 28 de março de 2018.

Dois homens que exploravam o café e dois colaboradores, um dos quais também escondia o produto na sua habitação, seriam os responsáveis pela venda da droga.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.