fbpx

Notícias Maia

Caso Tecmaia: Câmara da Maia ganha nova ação contra as Finanças

© DR
Partilhas

Da dívida inicialmente exigida, no valor aproximado de 2 milhões, as Finanças já foram forçadas a devolver quase 1 milhão de euros aos cofres da autarquia.

O Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto considerou “totalmente procedente” a contestação apresentada pela Câmara da Maia, ao pagamento de uma parcela no valor de 142 mil euros de dívida da Tecmaia e, a este valor, somam-se 814 mil euros que já tinham sido devolvidos no início do ano, segundo a Agência Lusa.

Já são quase 1 milhão de euros que regressaram aos cofres da Câmara Municipal, depois de ser dada razão aos protestos apresentados pela autarquia contra a Autoridade Tributária. O procedimento para o pagamento destas alegadas dívidas ditou, já em duas instâncias, a sentença de perda de mandato para o presidente da Câmara da Maia, António Silva Tiago.

Caso Tecmaia

Na origem do caso está um processo movido pelo partido Juntos pelo Povo (JPP), referente à assunção pela autarquia de uma dívida de 1,4 milhões de euros da extinta empresa municipal TECMAIA.

Em setembro, o Tribunal Central Administrativo do Norte confirmou a decisão de primeira instância de perda de mandato do presidente da Câmara Municipal da Maia, António Silva Tiago, e do vereador Mário Nuno Neves, eleitos pela coligação “Maia em Primeiro”.

A Câmara Municipal da Maia recorreu entretanto da decisão, sendo que neste momento, grande parte da dívida, cujo pagamento causou as sentenças de perda de mandato, já não existe.

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Mais Populares

Top