Os comerciantes da baixa do Porto reclamam mais apoios e temem que as restrições à circulação devido à pandemia condenem as perspetivas de sobrevivência do setor.

Uma reportagem da Lusa na Baixa do Porto, mostra que os comerciantes temem que a continuação das restrições condene o Natal e as perspetivas de sobrevivência do setor, que regista quebras na ordem dos 50%. Preocupados, pedem apoio.

Notícias Maia

Segundo a peça da Lusa, antes desta pandemia apanhar todos de surpresa, já muitos comerciantes estavam a sofrer quebras nas vendas pelas obras no Mercado Bolhão, que duram desde maio de 2018. Nessa altura, já as quebras na faturação ascendiam aos 50% e só as poupanças permitiam ainda fazer face aos custos fixos.

Agora, em novembro, as dificuldades multiplicam-se. 

As vendas caíram muito desde que isto começou [as restrições e indicações de confinamento]. São praticamente nulas. Não sei como vai ser o Natal. Já não digo ter lucro, mas pelo menos ganhar para pagar as despesas”, afirma um comerciante em declarações à Lusa.

A juntar aos que lutam pela sobrevivência, estão ainda todos aqueles que foram obrigados a fechar portas. É o caso da loja Havaianas, em plena Rua de Santa Catarina, que fechou portas.

“Não há movimento na rua, e quem ainda passa não vem para comprar”, lamentam os comerciantes à Lusa.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.