Parte da comunidade cigana de Vila Nova da Telha manifestou-se na manhã de hoje à porta da Câmara Municipal da Maia, exigindo que o município os realoje em casa camarárias. Estas 150 pessoas residem em casas pré-fabricadas, após terem deixado o acampamento no Lidador onde estiveram ao longo de seis décadas.

Os elementos da comunidade cigana, residentes na Rua das Lagielas, declararam ao Jornal de Notícias que vivem há “sete anos em contentores sem condições, isolados e sem contacto com a restante comunidade”.

Ao mesmo jornal, um elemento da comunidade afirmou que querem que haja troca de experiencias e de cultura entre todos e “por isso exigimos ser realojados em casas camarárias misturados com a restante população”.

Fialho de Almeida, administrador executivo do Espaço Municipal, recusou reunir com a comunidade cigana, lembrando que a autarquia gastou, há sete anos, um milhão de euros com estes realojamentos e que as habitações “não são contentores mas casas pré-fabricadas”, indicando ainda que a vontade da autarquia é proceder ao realojamento destas pessoas em outros locais “paulatinamente e à medida que for possível”.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.