Partilhas

Concelho da Maia teve 34 novos casos de infeção ao longo da última semana.

De acordo com o boletim diário de segunda-feira, o total de pessoas infetadas com a Covid-19 no concelho da Maia subiu de 1020 para 1054, após o surgimento de 34 novos casos ao longo da última semana.

Convicta

Os municípios com o maior número de casos são Lisboa (5602), Sintra (4750), Loures (2759), Amadora (2741), Vila Nova de Gaia (2062), Odivelas (1961), Cascais (1724) e Porto (1661).

Segundo Lacerda Sales, secretário de Estado da Saúde, a nível nacional, as unidades dos cuidados intensivos apresentam uma taxa de ocupação anda na ordem dos 65%, sendo que desses, só “18% correspondem a ocupação devido a Covid”.

Desde terça-feira, 14 de julho, que a caracterização demográfica dos casos confirmados tem apenas uma atualização semanal, publicada à segunda-feira. Tanto a Direção-Geral da Saúde como o Aces Maia/Valongo têm recusado insistentemente a divulgação do número de casos curados no concelho da Maia, assim como o número de óbitos.

Casos por 100 mil habitantes em municípios nos arredores da Maia

Município Casos Covid-19 Casos por 100 mil habitantes
Vila do Conde 766 963,5
Valongo 813 844,8
Matosinhos 1460 838,8
Porto 1661 772,8
Maia 1054 768,0
Gondomar 1153 696,1
Vila Nova de Gaia 2062 687,6
Santo Tirso 460 672,8
Trofa 200 522,4

Região de Lisboa e Vale do Tejo com 53,4% dos casos

Portugal registou, nas últimas 24 horas, quatro mortes e 425 novos casos de infeção. Ao todo, contam-se agora 65021 infetados, dos quais resultaram 1875 óbitos. Há 44362 recuperados, mais 177 do que ontem.

Existem 478 pessoas internadas, mais uma do que na segunda-feira, com 59 doentes em unidades de cuidados intensivos (menos dois). Das quatro vitimas mortais das últimas 24 horas, duas foram registadas no Norte, uma em Lisboa e Vale do Tejo e outra no Algarve.

A região de Lisboa e Vale do Tejo somou 227 novos casos (53,4%), seguindo-se o Norte com mais 117 (27,5%). No Centro há mais 51 infetados, no Alentejo mais 14 e no Algarve mais 15. Os Açores registam mais um caso e a Madeira não tem novos casos.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.