Até agora, a vacinação só era possível passados seis meses após o diagnóstico da doença.

A partir desta quarta-feira, 31 de agosto, todos os doentes recuperados da covid-19 há três meses já podem ser vacinados. Até agora, a vacinação só era possível passados seis meses após o diagnóstico da doença.


“Vem a Task Force informar que será possível a partir de amanhã, dia 1 de setembro, a vacinação de todos os utentes recuperados após 90 dias da notificação do caso”, anuncia a task force em comunicado, citada pelo Jornal Público.

“Casa aberta”. Já pode escolher ser vacinado em qualquer parte do país

As pessoas que pretendam vacinar-se contra a covid-19 podem, desde sexta-feira, 27 de agosto, fazê-lo em qualquer centro de vacinação de Portugal continental desde que obtenham uma senha digital da modalidade “Casa Aberta”, anunciou a task-force.

“A partir de hoje, dia 27 de agosto, os utentes poderão ser vacinados contra a covid-19 em qualquer centro de vacinação de Portugal Continental à sua escolha, bastando para isso recorrer ao sistema de senha digital da modalidade “Casa Aberta””, refere um comunicado da task-force responsável pelo processo de vacinação.

Além desta novidade, passa também a ser possível escolher o centro de vacinação para a toma da segunda dose da vacina contra a covid-19, mas essa opção tem de ser feita logo no dia em que receber a primeira dose da vacina.

Até agora, a vacinação sem marcação só era possível no centro de vacinação do concelho de residência e a toma da segunda dose teria de ser no mesmo centro em que tivesse sido administrada a primeira.

“Também a partir da mesma data, podem os utentes, independentemente da respetiva situação no processo de auto agendamento, apresentar-se em qualquer centro de vacinação”, acrescenta.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas leem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.